Categories: Giro do Boi

Vídeo: Salvando o planeta com a pecuária

O premiado biólogo, Allan Savory, disse que cresceu acreditando – como muitas outras pessoas – que os animais pastando eram a causa principal da desertificação, uma visão que somente foi reforçada quando ele estudava na universidade.

“Nós sabemos que a desertificação é causada pela pecuária, principalmente pelos gados bovinos, ovinos e caprinos, que fazem excesso de pastoreio nas plantas, deixando o solo descoberto e emitindo metano. Quase todo mundo sabe disso, desde os recebedores de prêmios Nobel até os caddies de golfe, ou foram ensinados sobre isso, como eu fui”.

“Bom, eu tenho novidades para vocês. Nós já estivemos muito certos de que o mundo era plano. Estávamos errados na época e estamos errados de novo”.

Quando ele começou a avaliar os dados de pesquisa e os parques nacionais em seu país nativo, Zimbabwe, e nos Estados Unidos, onde os gados foram removidos para evitar a desertificação, ele descobriu que estava ocorrendo o oposto.

No vídeo abaixo, ele explica como chegou independentemente à conclusão de que não somente a pecuária não é responsável pela desertificação e pela mudança climática, mas também, que são parte integral de uma solução. “Podemos trabalhar com a natureza a um custo muito baixo para reverter tudo isso”, explicou ele. “Podemos tirar carbono suficiente da atmosfera e armazená-lo nas pastagens dos solos por milhares de anos e se fizermos isso em cerca de metade dos pastos do mundo, podemos voltar aos níveis pré-industrial, enquanto alimentamos pessoas”.

“Não consigo pensar em quase nada que ofereça mais esperanças ao nosso planeta, para nossas crianças e suas crianças e toda a humanidade”.

O SlideShare abaixo mostra uma apresentação de Savory sobre sua abordagem de Manejo Holístico, de onde foi retirada a imagem abaixo:

A reportagem é do www.beefcentral.com.

This post was published on 7 de julho de 2015

Share

View Comments

  • Parabéns à equipe BeefPoint por divulgar este vídeo.
    Estou estarrecido.
    Especialmente por que acabo de fechar um esboço de um projeto que venho trabalhando desde o ano passado que (sem conhecimento deste cientista e estes projetos a redor do mundo) basicamente uso os mesmos conceitos.
    Meu insight foi que com o gado eu poderia acelerar a formação do húmus como se faz na floresta.
    Depois de meses queimando fosfato vê isto deixou-me boquiaberto.
    Eng Paulo Guimarães

  • Muito interessante. Quanto mais animal, mais produtividade e menos desertificação. Grande descoberta. Parabéns ao Sr. Allan Savory.

  • Tenho informações das recomendações do Sr. Savori de outras fontes e concordo com as suas teorias. Penso que as mesmas se aplicam plenamente na minha propriedade, que foi usada com agricultura por muitos anos. Aos poucos com os animais, sempre que possível, concentrados e rotacionados de um potreiro para outro, vejo o teor da matéria orgânica, o pasto e a proteção contra a erosão melhorarem.

  • Nunca achei que os animais fossem nocivos ao meio onde vivem. Entendo que a desertificação é fruto da forma de como exploramos a criação dos animais. Se fizermos bem feito o manejo das pastagens nunca faltará pasto e nem degradará o meio.

  • Fiquei muito feliz com as conclusões do estudo desenvolvido pelo biólogo. Agora temos estudos que comprovam o que a mídia e os pseudos ambientalistas batem na tecla constantemente.

  • É relativamente recente os estudos de pesquisadores que atestam que os bovinos, ao contrário que a mídia noticia, não é o vilão do meio ambiente. Pelo contrário, ainda deixam saldo positivo através do sequestro de CO2 pelas forrageiras, frente às emissões de CO2 e metano pelos animais.
    Penso que noticia como essa e de demais pesquisadores desmentindo o que vem sendo dito a décadas, deveriam ser massivamente colocada na mídia. Além do mais, com o progresso da pecuária nas última três décadas, através de uma significativa maior produtividade, a atividade tem liberado milhões de hectares para plantios.
    Tempos atrás assisti uma reportagem da jornalista Miriam Leitão da rede globo, demonizando a pecuária, imputando culpa no desmatamento da amazonia e nas alterações climáticas com aumento da temperatura global. Gostaria muito que vocês do Beef Point e pesquisadores da área, divulgassem a verdadeira realidade da pecuária.
    Obrigado, André

  • Todos os dias somos vítimas de palestrantes que se baseiam em opiniões próprias sem os devidos fundamentos científicos e é aí que perpetua uma gama de informações contrarias a produção de alimentos, geração de energia, fabricação de medicamentos sem pensar que tudo isso contribui com a nossa existência no planeta.
    Portanto deveríamos emitir opiniões sempre após ler ou ouvir pessoas como Allan Savory que conclui pesquisas e admite humildemente que outrora fora errado e nunca desiste de buscar soluções inteligentes.

  • Fiquei muito impressionado com esta teoria. Creio piamente que nos traz uma solução possível de ser implementada. Fica minhas palavras de gratidão pela iniciativa dos responsáveis pela veiculação da mesma.

  • Um fato que me intriga muito é que só é possível de medirmos o nível de sequestro de corbono de um vegetal mediante ao nível de massa foliar existente e ativo neste vegetal e em um hectare de pastagens tenho quase a absoluta certeza de que tem bem mais massa foliar ATIVA, VERDE E EM crescimento, ou seja, vegetando do que em um hectare de mata ou de cerrado e sendo assim um hectare de gramineas produz muito mais fotossíntese, sequestrar muito mais carbono do que em matas nativas às quais já estão em estágio estabilizado de desenvolvimento e sendo que nas pastagens os bovinos estão sempre podando-as o que as obriga que as kesmasxrstejam em constate crescimento e vegetação, que é a fase de um vegetal onde ele mais sequestra carbono.
    Nunca tive a oportunidade de ler, ou de saber de um estudo sobre isto é seria muito bom termos, pois quebrará muitos tabus criados pelos ambientalistas.

Recent Posts

Empresas que vendem carne bovina direto ao consumidor vê aumento da demanda em meio à pandemia nos EUA

A D&D Cattle Co., em Herman, Nebraska, comercializa carne bovina criada em rancho direto para… Read More

26 de maio de 2020

Uruguai: INAC lançará aplicativo que permite comprar carne e receber em casa

O Instituto Nacional da Carne (INAC) do Uruguai está trabalhando no design e na execução… Read More

26 de maio de 2020

O tal do hedge: os casos de Minerva e Suzano

Quando se tornou CFO da Minerva Foods em 2009, Edison Ticle trazia 15 anos de… Read More

26 de maio de 2020

No Brasil,maioria das fortunas nasceu de negócio familiar

Na lista dos mais ricos do Brasil, a maioria das fortunas foi criada a partir… Read More

26 de maio de 2020

Importação chinesa de carne suína bate recorde

As importações chinesas de carne suína bateram novo recorde em abril. O país asiático, que… Read More

26 de maio de 2020

Planta da Minerva em Goiás é habilitada a exportar carne bovina à Tailândia

A Minerva Foods, líder nas exportações de carne bovina na América do Sul, informou, em… Read More

26 de maio de 2020