Categories: Espaço Aberto

Vamos meter o pau nos frigoríficos? – Por Rogério Goulart

Por Rogério Goulart, da Carta Pecuária.

Deixe-me fazer uma brincadeira?

A brincadeira é: “Vamos meter o pau nos frigoríficos!”

Só que antes de poder entrar na brincadeira você tem que passar pelas seguintes fases:

– Ter o seu custo mensal de produção apurado REAL e não estimado

– Uma gestão de processos verificável

– Um plano de longo prazo para sua fazenda

– Acompanhamento de ganho de peso mensal por categoria de peso

– Acompanhamento do ganho de peso de CARCAÇA nos abates (não é rendimento de carcaça)

– Histórico de pelo menos 4 abates em cada frigorífico, e em cada frigorífico ter abatido gado nas quatro estações do ano para daí começar a tirar conclusões

– Possuir confinamento é opcional

– Preferência cerca elétrica, mas convencional tá ok

– Água limpa de verdade para o gado beber

– Compra de gado feita baseando-se na margem de lucro da engorda. Não vale comprar por comprar só para ocupar o lugar dos gordos que saíram.

– Saber de cabeça onde estamos no ciclo pecuário

– Usar contratos de opções na bolsa para redução dos riscos de se perder dinheiro no negócio usando mercado de opções

– Usar contratos futuros para redução dos riscos de oscilação dos preços do milho, diesel, ureia, reposição de gado, queda do gordo

– Ter controle de consumo de ração, de diesel, de chuvas, de entrada e saída nos pastos, de altura dos pastos, de mortalidade, de nascimentos, de consumo de energia elétrica, estoque controlado no almoxarifado, fichas dos tratores.

– Ter um assistente para te ajudar a controlar isso tudo

Depois disso tudo pronto, aí você tem todo o direito de meter o pau nos frigoríficos!

Mas, quer saber? É bem possível que depois de ter passado por todas essas fases você vai achar a brincadeira de meter o pau em frigoríficos bem sem graça. Você vai começar a achar que o frigorífico é só mais uma peça que você precisa para entregar a sua produção.

É provável que você, por estar fazendo ganho de peso por carcaça, nem mais olhe para o rendimento de carcaça no abate, porque esse é um número tão aleatório e dispensável.

Se você fizer essas etapas você vai ter tanta coisa para fazer dentro da fazenda, vai estar ganhando tanto dinheiro dentro da fazenda EM QUALQUER TIPO DE MERCADO, VENDENDO PARA QUALQUER FRIGORÍFICO que nem vai mais querer perder seu tempo falando deles.

Vamos brincar?

This post was published on 6 de junho de 2019

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Aula AO VIVO hoje 19h: Estratégia de Gestão de Pessoas para Agropecuário – o Guia Completo

Hoje é a Aula 2: Estratégia de Gestão de Pessoas para Agropecuário - o Guia… Read More

20 de outubro de 2020

Cientistas em Massachusetts criam carne bovina mais saudável aprimorando geneticamente células de vaca com nutrientes vegetais

Cientistas em Massachusetts conseguiram combinar células musculares bovinas com extratos de plantas no que eles… Read More

19 de outubro de 2020

Caminho aberto para novas valorizações do boi gordo

Durante toda a semana, o movimento altista voltou a ganhar força diante das dificuldades de… Read More

19 de outubro de 2020

“Compras da China podem chegar a 1,2 milhão de toneladas de carne”, diz Lygia Pimentel

O mercado brasileiro de carne bovina segue em alta este ano e também no próximo,… Read More

19 de outubro de 2020

Brasil produz mais carne usando menos terra, diz presidente da JBS

O presidente-executivo global da JBS , Gilberto Tomazoni, afirmou nesta sexta-feira que fornecedores de gado… Read More

19 de outubro de 2020

NotCo leva hambúrguer vegano ao varejo mirando expansão nacional

A partir de novembro, a chilena NotCo coloca em prática seu plano de expansão no… Read More

19 de outubro de 2020