Categories: Espaço Aberto

Vamos meter o pau nos frigoríficos? – Por Rogério Goulart

Por Rogério Goulart, da Carta Pecuária.

Deixe-me fazer uma brincadeira?

A brincadeira é: “Vamos meter o pau nos frigoríficos!”

Só que antes de poder entrar na brincadeira você tem que passar pelas seguintes fases:

– Ter o seu custo mensal de produção apurado REAL e não estimado

– Uma gestão de processos verificável

– Um plano de longo prazo para sua fazenda

– Acompanhamento de ganho de peso mensal por categoria de peso

– Acompanhamento do ganho de peso de CARCAÇA nos abates (não é rendimento de carcaça)

– Histórico de pelo menos 4 abates em cada frigorífico, e em cada frigorífico ter abatido gado nas quatro estações do ano para daí começar a tirar conclusões

– Possuir confinamento é opcional

– Preferência cerca elétrica, mas convencional tá ok

– Água limpa de verdade para o gado beber

– Compra de gado feita baseando-se na margem de lucro da engorda. Não vale comprar por comprar só para ocupar o lugar dos gordos que saíram.

– Saber de cabeça onde estamos no ciclo pecuário

– Usar contratos de opções na bolsa para redução dos riscos de se perder dinheiro no negócio usando mercado de opções

– Usar contratos futuros para redução dos riscos de oscilação dos preços do milho, diesel, ureia, reposição de gado, queda do gordo

– Ter controle de consumo de ração, de diesel, de chuvas, de entrada e saída nos pastos, de altura dos pastos, de mortalidade, de nascimentos, de consumo de energia elétrica, estoque controlado no almoxarifado, fichas dos tratores.

– Ter um assistente para te ajudar a controlar isso tudo

Depois disso tudo pronto, aí você tem todo o direito de meter o pau nos frigoríficos!

Mas, quer saber? É bem possível que depois de ter passado por todas essas fases você vai achar a brincadeira de meter o pau em frigoríficos bem sem graça. Você vai começar a achar que o frigorífico é só mais uma peça que você precisa para entregar a sua produção.

É provável que você, por estar fazendo ganho de peso por carcaça, nem mais olhe para o rendimento de carcaça no abate, porque esse é um número tão aleatório e dispensável.

Se você fizer essas etapas você vai ter tanta coisa para fazer dentro da fazenda, vai estar ganhando tanto dinheiro dentro da fazenda EM QUALQUER TIPO DE MERCADO, VENDENDO PARA QUALQUER FRIGORÍFICO que nem vai mais querer perder seu tempo falando deles.

Vamos brincar?

This post was published on 6 de junho de 2019

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

ÚLTIMO dia para se inscrever na Mentoria AgroTalento 2021

Acesse a página abaixo e saiba todos os detalhes do nosso treinamento 100% online: 👇🏻👇🏻👇🏻www.agrotalento.com.br/sim… Read More

13 de abril de 2021

Pecuarista e especialista em solo, Gabe Brown, fala como a agricultura regenerativa pode mitigar a mudança climática

Em um post do Instagram da conta @eomovement, o pecuarista e especialista em solo, Gabe… Read More

12 de abril de 2021

Pela CONAB, disponibilidade per capita de carnes em 2021 será menor que a de cinco anos atrás

Pelas projeções da CONAB, divulgadas na semana passada, em 2021 o brasileiro está sujeito a… Read More

12 de abril de 2021

Carne bovina consegue avançar no atacado mas com apreensão

A última semana encerrou com um segundo avanço da carcaça casada bovina, que passou a… Read More

12 de abril de 2021

Ociosidade atinge 45% e já causa o fechamento de frigoríficos no Brasil

A combinação entre escassez de matéria-prima, aumento de custos e um mercado interno enfraquecido já… Read More

12 de abril de 2021

China puxa aumento das exportações brasileiras de carne bovina

As exportações de carne bovina (in natura e processada) do país alcançaram 159,4 mil toneladas… Read More

12 de abril de 2021