Utilização do eCG e do GnRH em protocolos de IATF em gado de corte

O eCG é um hormônio glicoprotéico secretado pelos cálices endometriais de eqüinos gestantes. Este hormônio tem ação FSH e LH, e seu uso é indicado em rebanhos com baixa taxa de ciclicidade, em animais recém paridos (período pós parto inferior a 2 meses), em animais com condição corporal comprometida e em primíparas (vacas de primeira cria). O GnRH (hormônio liberador de gonadotrofina) é um hormônio protéico responsável pela liberação de FSH e LH e, seu uso é indicado como indutor de ovulação. Neste artigo serão apresentados alguns resultados interessantes de experimentos recentes (Rodrigues et al., 2004; Sá Filho et al., 2004) que avaliaram o uso do eCG e do GnRH associado a protocolos que utilizam progestágenos e estrógenos em vacas Nelore lactantes.

No primeiro experimento (Sá Filho et al.,2004) utilizaram 50 vacas Nelore (Bos indicus) com bezerro ao pé, em anestro (ausência de CL por ultrassonografia) mantidas a pasto em Pirassununga-SP. No D0, todas as fêmeas receberam um implante auricular de Norgestomet (Crestar®, Intervet), juntamente com a aplicação de 3 mg de Norgestomet e 5 mg Valerato de Estradiol IM. No D9, o implante foi removido e os animais foram divididos em 4 grupos (Figura 1).

Figura 1. Diagrama Esquemático dos protocolos de IATF


Clique na imagem para ampliá-la.

Os exames ultrassonográficos foram realizados a cada 24horas do D0 ao D9 e a cada 12 horas do D9 à ovulação. Foram avaliados o diâmetro máximo do folículo ovulatório (DFO), taxa (TOV) e momento de ovulação (MOV). Os resultado estão nos Gráficos 1 e 2.

Gráfico 1. Perfil do diâmetro médio do folículo dominante em vacas Nelores lactantes que receberam Crestar® e 5 mg valerato de estradiol e 3 mg Norgestomet, i.m. no Dia 0 e que foram ou não tratadas com 400 IU de eCG na remoção do implante (Dia 9; * P


Clique na imagem para ampliá-la.

Gráfico 2. Efeito do tratamento com GnRH no momento da IARF (54 h após a remoção do Crestar) no momento da ovulação de vacas Nelores lactantes (P=0.06; teste de Bartlet`s)


Clique na imagem para ampliá-la.

No experimento 2 (Silva et al., 2004), o objetivo foi analisar o mesmo protocolo em teste de campo (fertilidade). Os resultados estão na tabela 1.

Tabela 1. Efeito do tratamento com eCG (400 IU i.m.) no momento da retirada do Crestar e a administração do GnRH (100 g Gonadorelina) no momento da IATF (54 após a retirada do Crestar) na taxa de concepção de vacas Nelore lactantes.


O resultados dos dois estudos sugerem que o tratamento com eCG no momento da retirada do Crestar aumenta o diâmetro do folículo dominante, a taxa de ovulação e a taxa de prenhez em vacas Nelores lactantes no pós-parto. Em adição, o GnRH reduziu a dispersão da ovulação e aumentou a taxa de prenhez à IATF.

Podemos notar que a utilização de ambos os fármacos se apresentou viável e uma boa alternativa em programas de IATF em vaca Nelore lactantes. Não podemos esquecer, que para se obter resultados satisfatórios à IATF, mesmo com a utilização do eCG e GnRH, as condições mínimas de manejo devem ser espeitadas

Referências bibliográficas:

SÁ FILHO, M.F.; REIS, E.L; VIEL JR, J.O.; NICHI, M.; MADUREIRA, E.H.; BARUSELLI, P.S. dinâmica folicular de vacas Nelore lactantes em anestro tratadas com progestágeno, eCG e GnRH. Acta Scientiae Veterinariae 32(Suplemento), p.235. 2004.

SILVA, R.C.P.; RODRIGUES, C.A.; MARQUES, M.O.; AYRES, H.; REIS, E.L.; NICHI, M.; MADUREIRA, E.H.; BARUSELLI, P.S. Efeito do eCG E do GnRH na taxa de prenhez de vacas nelore lactantes inseminadas em tempo fixo. Acta Scientiae Veterinariae 32(Suplemento), p.221. 2004.


ou utilize o Facebook para comentar