Senador dos EUA proporá lei que impede importação de commodities associadas a desmatamento
5 de março de 2021
Chegou a sua chance de mudar o jogo da fazenda
5 de março de 2021

Uruguai: INAC considera exportar para países do Sudeste Asiático

O Instituto Nacional de Carnes (INAC) do Uruguai está explorando a possibilidade de facilitar exportações ao Sudeste Asiático, Oriente Médio e Norte da África.

Em sua política de gestão de acesso aos mercados de carnes no exterior, o INAC considera que há um atrativo especial em destinos do Sudeste Asiático como Indonésia, Vietnã, Filipinas e Malásia, países que importam muita carne de qualidade. Outro grupo de países interessantes para exportação seriam os localizados no Oriente Médio e Norte da África.

Atualmente, o maior destino da carne uruguaia é a China, que responde por 52% das divisas que entraram no país até agora neste ano. Em seguida estão Nafta, União Europeia, Israel e Mercosul.

Ao considerar novos destinos, o Uruguai deve levar em consideração as autorizações de saúde e as condições tarifárias para que os negócios sejam favoráveis. Além disso, são estudados o volume de importação e o preço do país de destino, bem como o percentual de suas importações provenientes de grandes vendedores como Austrália, Estados Unidos, Canadá ou Nova Zelândia.

Aparentemente, no âmbito do Mercosul já existem negociações abertas com Vietnã, Indonésia, Coreia do Sul, Canadá, Líbano e Cingapura. As condições tarifárias dos dois últimos países seriam ótimas.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *