Categories: Dicas de Sucesso

Suplementação de fêmeas em pastagens

A suplementação a pasto é, indiscutivelmente, uma excelente ferramenta para ser usada como estratégia de redução dos ciclos de produção, por evitar perdas de peso nos períodos críticos e redução da idade de abate. Isto é válido para a suplementação de machos, já para fêmeas, a suplementação tem alguns objetivos distintos. Primeiro, a alimentação de novilhas para crescimento e antecipação da idade ao primeiro parto, depois a alimentação estratégica de primíparas para diminuição do intervalo entre primeiro e segundo parto e, o terceiro objetivo, a suplementação de matrizes durante o período da seca para ganho ou manutenção da condição corporal ideal à parição.

Suplementação de novilhas e idade à puberdade

O principal objetivo de suplementar as fêmeas na fase de recria é incrementar o seu desempenho reprodutivo, por propiciar melhores condições corporais à primeira monta e ao primeiro parto. O número de fêmeas prenhas no final da primeira estação de monta é altamente relacionado ao número de fêmeas que apresentam estro (cio) no início da estação de monta. Isto está diretamente ligado à idade à puberdade que, por sua vez, se deve ao potencial genético do animal, que é expresso em condições favoráveis de manejo nutricional.

Os princípios nutricionais e as estratégias, tanto para o período de seca como para o período das águas, em relação à suplementação de machos em crescimento, podem ser transferidos para as novilhas, pois o melhor desempenho levará a antecipação da idade à puberdade.

No caso de novilhas zebuínas, o peso ao primeiro cio está ao redor 270-300 kg, porém, a variabilidade no manejo nutricional, faz com que a idade necessária para atingir este peso varie de 20 a 30 meses em rebanhos comerciais. Assim, as fêmeas que atingirem este peso mais rapidamente entram na puberdade mais cedo e, consequentemente, vão parir em idades mais jovens.

Na tabela 1, estão descritas as taxas de crescimento necessárias para que animais de diferentes tamanhos corporais apresentem o primeiro estro aos 14 meses e o peso adulto aos 60 meses. Novilhas com bom crescimento após a desmama, em geral, apresentam menor idade e maior peso à puberdade. Estas características refletem em benefícios na reconcepção.

Tabela 1 – Taxa de crescimento ideal de fêmeas para reposição.

No Rio Grande do Sul, Frizzo et al. (2003) avaliaram o desempenho e idade à puberdade de novilhas em pastagem de inverno (aveia preta) suplementadas com diferentes níveis de energia. Neste trabalho foram utilizadas novilhas das raças Charolês, Nelore e seus cruzamentos. Os níveis de suplementação foram de 0, 0,7 e 1,4 % PV. No caso de pastagens de inverno, como a aveia e o azevém, por apresentarem elevados teores de proteína, a energia é o principal nutriente limitante.

Na tabela 2 é possível notar que a suplementação permitiu maiores ganhos de peso e antecipação da idade à puberdade em torno de 30 dias com relação aos animais não suplementados. Fato que chama a atenção na tabela 2 é a frequência de manifestação de estro (%) dos animais suplementados, sendo de 7 a 8 vezes maior que dos animais não suplementados. Segundo os autores, a suplementação melhorou a condição corporal das novilhas, com aumento significativo na ocorrência de estro, sendo possível antecipar a idade à primeira cobertura.

Tabela 2 – Efeitos da suplementação no desempenho, idade a puberdade e manifestação de estro em novilhas de corte.

A capacidade reprodutiva dos animais está diretamente relacionada à qualidade e quantidade de alimentos ingeridos. A ingestão de energia abaixo das exigências, situação encontrada em pastagens, aumenta a idade à puberdade. Diversos trabalhos, como o descrito acima, relatam que o desempenho na fase de recria (12 aos 18 meses) influenciam a idade a puberdade das fêmeas, o que torna importante a suplementação desta categoria.

Este trecho faz parte do módulo 5 do Curso Online AgriPoint, Suplementação proteico-energética de Bovinos de Corte a Pasto, que tem como instrutor André Alves de Souza (médico veterinário, doutor em nutrição e produção animal pela Unesp de Botucatu e consultor em nutrição animal para confinamentos de bovinos de corte e programas de produção de cortes especiais para restaurantes especializados).

Neste curso serão abordados os seguintes assuntos: noções básicas sobre digestão de bovinos, manejo de pastagem em programas de suplementação, princípios básicos de suplementação, aspectos práticos de suplementação de bovinos no período da seca e das águas, suplementação de fêmeas e creep-feeding para bezerros.

Para saber mais sobre esse assunto e as particularidades suplementação proteico-energética de bovinos de corte a pasto, participe do curso que terá início no dia 17 de junho.

Conheça a programação completa deste curso.

Faça sua inscrição agora mesmo!

This post was published on 28 de maio de 2010

Share

View Comments

  • Solicitamos esclarecimentos sobre a composição do suplemento e o período que foi fornecido no cocho. Na tabela 2, verifica-se que o peso vivo inicial das novilhas sem suplementação estão menores do que as suplementadas no niveis de 0,7 e 1,7% do PV. Esses dados de desempenhos são referente as novilhas nelore.
    Dr. Lourenço - pesquisador cientifico aposentado

  • Prezado Lourenço,
    Primeiramente gostaria de dizer que é um prazer poder novamente estar trocando informações com vc depois de alguns anos passados de nossos trabalhos. Bom, no trabalho descrito foi utilizado um suplemento energético com 50% de farelo de arroz e 50% de polpa cítrica, nos níveis 0,7 e 1,4% do PV fornecidos 1 vez ao dia. Foram utilizadas 64 bezerras das raças Nelore, Canchin e cruzamento Nelore Canchim. Enviarei o trabalho na íntegra a vc para que obtenha outras informações também.

    Um grande abraço!

Recent Posts

Preço do Novilho do Mercosul segue perdendo força

O Novilho Mercosul voltou a cair nesta semana. O índice apurado pela Faxcarne apontou queda… Read More

25 de setembro de 2020

Equipamentos 3D são capazes de imprimir de um tudo — agora, até carnes

Em 1984, um estudante de engenharia perguntou ao americano Chuck Hull, inventor da impressora 3D,… Read More

25 de setembro de 2020

Certificação da Carne Hereford colhe resultados positivos em Santa Catarina

Assinado no final de 2019, o contrato entre a Associação Brasileira de Hereford e Braford… Read More

25 de setembro de 2020

BNDES volta a pedir ação por danos à JBS

Amparada por decisão favorável em tribunal arbitral, a BNDESPar, braço de participações acionárias do Banco… Read More

25 de setembro de 2020

Primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa já imunizou 166 milhões de animais

Os dados parciais da primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa em 2020 mostraram… Read More

25 de setembro de 2020

Pecuária orgânica é oportunidade pós-pandemia

Atividade ainda incipiente no País, a pecuária orgânica é viável e representa uma oportunidade de… Read More

25 de setembro de 2020