Categories: AgroTalento

Sucessão familiar: apenas substituir não vai dar certo na fazenda

Por que apenas substituir seu pai, avô ou tio não dá certo na sucessão familiar?

O primeiro motivo é que, quando alguém se vê sendo substituído, está em uma posição ruim. Se a pessoa ainda está fazendo seu trabalho e gosta de contribuir, sente-se desconfortável. A pessoa fica perdida, pois fez isso a vida inteira. Isso geralmente não funciona.

Mas tem uma coisa além disso. Quando você se propõe a substituir alguém na fazenda, está propondo pouco. Quando você propõe pouco, a chance de isso ser aceito é baixa.

Você é uma nova geração, uma nova energia, uma nova visão. Você representa um novo momento, uma nova era. E vai substituir? Não pode ser, tem que ser mais que isso.

Por isso, você precisa construir uma visão, algo novo. Precisa construir um projeto, um negócio, uma inovação.

As famílias que fazem melhor a sucessão têm novas gerações que construíram um novo projeto. Construíram um novo sonho, uma nova visão. Isso só é possível ser feito, pois está sobre o legado da geração anterior.

Então, não é uma substituição, continuação ou ocupação do lugar. É uma construção de uma nova visão com base no legado construído pela geração anterior.

Essa visão maior, esse ir além, atrai e conecta as pessoas. Em especial, quando você comunica isso de forma clara. Quando engaja as pessoas e pede sua participação.

O que acontece, nesses casos, é que a geração mais velha continua fazendo o que fazia. Mas, além disso, ganha outra função que é muito gostosa de ter: a de conselheiro.

E você entra em um espaço de construir uma inovação. E aumenta o tamanho do negócio.

Cada geração tem um momento, uma história e uma sabedoria. Quando você conecta e integra isso, aumenta o poder e a capacidade. E não o que é mais comum, infelizmente, que é mais briga e mais dor de cabeça.

Use as diferenças a favor como uma soma e não como um embate. Mas, para isso, você precisa ter uma visão ampliada. Você tem que ser capaz de comunicar essa missão. Precisa engajar as pessoas.

Quando você faz isso é muito melhor aceito do que quando quer apenas substituir a geração mais velha.

Você precisa construir algo novo, porque a geração anterior também construiu algo novo.

Avalie qual o próximo passo audacioso e possível pode dar com base no legado já construído.

Para isso você precisa desenvolver:

– Liderança;

– Estratégia de negócio;

– Estratégia de dono;

– Visão de futuro;

– Engajamento das pessoas;

– Estratégia de sucessão.

Tudo isso é treinável.

Um erro muito comum é a pessoa querer ser um estagiário da geração mais velha. Isso é pior do que querer substituir. Você tem que inovar e criar uma nova visão. Isso só é possível, porque é baseado na base sólida construída pela geração anterior.

Tem um ditado que diz: consigo enxergar muito longe, porque estou nos ombros de gigantes. Ou seja, está apoiado em uma base de patrimônio e experiência do que foi construído na geração anterior. Com isso, você consegue viver seu sonho e honrar a geração anterior. E isso é incrível!


This post was published on 24 de janeiro de 2020

Share
Published by
Miguel da Rocha Cavalcanti

Recent Posts

As inscrições para o AgroTalento 2020 estão abertas!

Encerra amanhã, dia 30 de setembro, então aproveite agora e descubra os bônus inscríveis que… Read More

29 de setembro de 2020

Athena Foods está de olho no setor ovino australiano para continuar crescendo

A Athena Foods, empresa da brasileira Minerva Foods com a qual atua fora do Brasil,… Read More

28 de setembro de 2020

Arroba do gado magro limita a atuação de pecuaristas de recria e engorda

Nesta semana, o mercado de reposição apresentou morosidade de negócios entre as principais praças pecuárias… Read More

28 de setembro de 2020

Prazo para o proprietário rural entregar declaração do ITR termina no dia 30

A Declaração do Imposto Territorial Rural (ITR) 2020 deve ser entregue pelo proprietário rural até… Read More

28 de setembro de 2020

Valor pago pela carne bovina do Brasil é até 41% menor do que seus concorrentes

Estudo do Centro de Inteligência da Carne Bovina (CiCarne) da Embrapa apontou que o preço… Read More

28 de setembro de 2020