Santander reitera recomendação de compra para Minerva

O Santander reiterou a posição de compra para a Minerva Foods e estabeleceu o preço alvo para o fim de 2020 em R$ 14/ação, o que implica valorização de 34,74% ante o fechamento da última sexta-feira. Em relatório assinado por Marcel Moraes e Luis Miranda, o banco destaca que o múltiplo EV/Ebitda (relação entre valor de mercado em relação à geração operacional de caixa) da companhia opera com desconto ante as concorrentes do setor e que a Minerva é quem tem maior exposição à China – e, portanto, pode se beneficiar mais com a alta demanda por importações do país em decorrência da peste suína africana.

“Esperamos que o crescente desequilíbrio entre oferta e demanda por proteína na China impulsione maiores preços globais de proteína que devem levar a aumento nas margens e crescimento do Ebitda ajustado de 5% e 17% em 2019 e 2020, respectivamente”, diz relatório. Com isso, o múltiplo EV/Ebitda da companhia ficaria próximo de 6 vezes – atualmente, está em 5,1 vezes.

A expectativa do Santander é de aumento de 4% nas vendas da companhia em 2019 e de alta de 13% nas receitas de 2020, principalmente por causa da peste suína africana na China. O aumento dos preços de proteína animal no gigante asiático e o melhor mix de vendas para o país contribuem para o otimismo no relatório, que destaca que a América do Sul foi responsável por abastecer 57% das importações de carne bovina chinesa este ano.

O banco também projeta desalavancagem da companhia, de 3,7 vezes em 2019 para 2,9 vezes no fim de 2020. O Santander projeta alta de 7% no volume de exportações em 2020 e queda de 1% nas vendas domésticas.

Um desafio seria o cenário adverso na Argentina, que poderia prejudicar a companhia caso o governo decida limitar exportações de carne bovina para frear a inflação. Outros potenciais riscos seriam reversão do ciclo de gado em países sul-americanos nos quais a Minerva opera e a retirada de tarifas chinesas da carne bovina norte-americana.

Fonte: Terra.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar