Categories: Cadeia Produtiva

Resultado do PIB demonstra importância de não onerar o agro, pondera a Faesp

Fábio Meirelles, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), alerta que o setor não pode ser onerado pelo sistema tributário nacional ou pelos estados, pois comprometer seu desempenho seria muito nocivo para o Brasil.

“É o que fica muito claro ao observarmos os números do PIB nacional, recém-divulgados pelo IBGE, considerando que a atividade foi única que cresceu em 2020, evoluindo 2% em relação ao ano anterior. Todas as demais recuaram, culminando com retração 4,1% de nossa economia”.

“Se não fosse a agropecuária, a queda do PIB brasileiro seria ainda mais grave e as consequências ainda mais danosas para o desemprego, os investimentos, o ambiente de negócios e a balança comercial”, pondera Meirelles, salientando a importância do setor também para que o País tivesse superávit de U$ 50,9 bilhões, segundo dados que acabam de ser divulgados pelo Ministério da Economia. “Nas exportações, no acumulado de 2020, comparando com o ano anterior, o desempenho dos setores pela média diária mostra crescimento de 6% na agropecuária, queda de 2,7% na indústria extrativa e queda de 11,3% em produtos da indústria de transformação”.

“Numa conjuntura absolutamente atípica e complexa como a de 2020, marcada pela mais grave crise dos últimos 100 anos, a agropecuária conseguiu manter um nível razoável de crescimento, contribuindo para amenizar os efeitos econômicos da pandemia e, o mais importante, para que os brasileiros não ficassem sem alimentos, não faltassem insumos industriais e biocombustíveis. Foi um ano no qual produtores rurais e trabalhadores do campo reiteraram sua resiliência e capacidade de trabalho e mobilização”, ressalta o presidente da Faesp.

Com os resultados de 2020, o setor aumentou de 6,7%, em 2019, para 7,1% sua participação no PIB nacional. No tocante a toda a cadeia produtiva do agronegócio, a perspectiva é de que a participação avance de 21,4%, em 2019, para 24,5%. “Cabe enfatizar, ainda, a performance de culturas como as de soja (crescimento de 7%) e café (24,3%), que tiveram safras recordes”, frisa Meirelles.

“Deve-se ressaltar a relevância do agronegócio paulista no desempenho nacional da atividade, considerando que representa cerca de 20% do PIB nacional do setor, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA). Além disso, a participação do agronegócio é de aproximadamente 15% na economia de São Paulo, gerando cerca de 15% dos empregos formais do estado”, frisa o presidente da Faesp.

“Por todas essas razões, esperamos que as propostas de reforma tributária em curso no Congresso Nacional, bem como as unidades federativas, deem à agropecuária tratamento fiscal compatível com sua importância. E isso também vale para a eficácia de medidas fundamentais, como crédito acessível e barato e maior acesso ao seguro rural. Precisamos manter viva nossa galinha dos ovos de ouro”, conclui Meirelles.

Fonte: Notícias Agrícolas.

This post was published on 11 de março de 2021

Share
Published by
Juliana Santin
Tags: faesppib

Recent Posts

Exportações de carne bovina do Uruguai estão se recuperando

As exportações uruguaias de carne bovina se recuperaram no primeiro trimestre de 2021 quando comparadas… Read More

14 de abril de 2021

Estudo: Produção bovina pode diminuir emissão de GEE até 50% através de práticas eficientes

Uma equipa de investigação liderada pela Universidade Estadual do Colorado descobriu que a indústria da… Read More

14 de abril de 2021

Exportações de carne em março aumentam 37,7% em relação ao mês anterior em MT

As exportações mato-grossenses de carne bovina em março de 2021 aumentaram 37,7% em relação a… Read More

14 de abril de 2021

MS está entre os estados com maior adoção de sistemas de integração e plantio direto no Brasil

Na semana em que celebramos o Dia Nacional da Conservação de Solos, Mato Grosso do… Read More

14 de abril de 2021

Carne bovina: ‘Brasil pode passar a exportar 35% da produção em breve’

A arroba do boi gordo segue em alta nos mercados físico e futuro. Quem vê… Read More

14 de abril de 2021

Frigoríficos brasileiros operam com margens abaixo de 3%, diz fonte

A disparada do boi e o cambaleante mercado doméstico reduziram as margens dos frigoríficos a… Read More

14 de abril de 2021