Minerva projeta segundo trimestre melhor que o primeiro
13 de maio de 2022
Fiscais agropecuários participam de curso para o diagnóstico de tuberculose e brucelose
16 de maio de 2022

Receita das exportações de carne bovina cresceu 56% em abril

As exportações de carne bovina (in natura e processada) do país alcançaram 186,6 mil toneladas em abril, 22,3% mais que no mesmo mês de 2021, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Com o aumento dos preços médios dos cortes, a receita dos embarques cresceu 56,3% na comparação, para US$ 1,1 bilhão. 

Nos quatro primeiros meses do ano, as exportações chegaram a 732,4 mil toneladas, com alta de 30% em relação ao quadrimestre inicial de 2021. A receita acumulada ultrapassou a marca de US$ 4 bilhões, o que representou um aumento de 60%. 

Principais destinos 

A China continuou na liderança das importações, mesmo com suspensões pontuais das compras de grandes frigoríficos brasileiros por conta de sua política de “covid zero”. No quadrimestre, o gigante asiático importou 344,4 mil toneladas de carne bovina brasileira, 37,2% a mais que nos quatro primeiros meses de 2021. 

Os Estados Unidos permaneceram na segunda posição, com quase 80 mil toneladas compradas de janeiro a abril, um incremento de 244% em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado. O Egito, com 55,2 mil toneladas e alta de 272%, foi o terceiro país do ranking dos maiores importadores. 

Já os embarques para Hong Kong diminuíram no período. Foram 37,7 mil toneladas, contra 79,8 mil toneladas em 2021, queda de 52,7%. Ao todo, 101 países aumentaram suas aquisições de carne bovina brasileira este ano, de acordo com a Abrafrigo, enquanto 41 diminuíram as compras.

Fonte: Valor Econômico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.