Categories: Giro do Boi

Raça Brangus representa mais de 40% do rebanho bovino no Paraguai

A raça bovina Brangus lidera o registro de animais por ano, segundo dados da Associação Rural do Paraguai. A Sociedade de Criadores informou que “é porque a cada dia ganha mais adeptos graças à sua plasticidade e potencial de produção de carne, principais características que hoje levam a ter uma alta porcentagem do rebanho total nacional”.

Eles também entendem que este crescimento é a prova do trabalho em melhoramento genético, treinamento e preparação de produtores.

A raça Brangus representa 40% da população total do rebanho bovino no Paraguai, das 13.500.000 cabeças de gado em todo o país, segundo dados fornecidos pelo Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Animal (Senacsa), 5.400.000 são da raça Brangus, este montante é estimado com base em informações obtidas pela referida instituição governamental e por Registros Zootécnicos da Associação Rural do Paraguai (ARP) e com referência ao abate pela empresa certificadora Control Union.

Até agora, neste ano, de janeiro a outubro, o departamento encarregado do ARP informou que somam cerca de 6.799 animais registrados, contribuindo com mais quantidade de gado Brangus em todo o país, liderando em número de animais registrados em comparação com outras raças. A tendência é que no final deste ano de 2018 os registros de animais da raça aumentem ainda mais.

Nesse sentido, o proprietário da Associação de Criadores Brangus do Paraguai (ACBP), Joaquín Clavell, expressou a satisfação que sente com o crescimento sustentado experimentado e a aceitação dos produtores em adquirir essa ferramenta.

Sobre os abates nos diferentes frigoríficos do país, da mesma forma apresenta um panorama positivo de aumento. Dados fornecidos pelo órgão de certificação Control Union indicam que até o momento este ano um total de 547.124 cabeças foram abatidas nos períodos de janeiro a outubro de 2018, número que deverá aumentar até o final do ano.

Clavell disse que a associação está comprometida com o crescimento e a disseminação da raça pelo território paraguaio: “O Brangus é uma ferramenta de trabalho útil e eficaz, na ACBP buscamos fornecer ao produtor serviços e benefícios para acompanhá-lo no desenvolvimento com o objetivo de melhorar continuamente “.

A carne Brangus, além do mercado local, é exportada para diversos países como Brasil, Equador, Chile, Peru e também para diversos restaurantes de hotéis em Taiwan. Hoje o ACBP tem mais de 500 membros e convida mais produtores para fazer parte dele.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

This post was published on 3 de dezembro de 2018

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Produção de carne bovina nos EUA cai 21% em abril por conta do coronavírus

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a produção de carne nos Estados Unidos… Read More

25 de maio de 2020

Fechada para clientes, churrascaria assa carne na calçada na zona leste de SP

Desde as 3h deste domingo cerca de 80 quilos de costela permaneceram rodeadas de fogo,… Read More

25 de maio de 2020

Marfrig tem 25 casos positivos de covid-19 em funcionários de unidade de Várzea Grande (MT)

A Marfrig Global Foods foi notificada sobre testes positivos para covid-19 em 25 funcionários de… Read More

25 de maio de 2020

Ajustes em frigoríficos vieram para ficar, afirma especialista

As medidas de segurança adotadas no ambiente frigorífico para tentar mitigar o risco de contaminação… Read More

25 de maio de 2020

Cadeia de fornecimento da indústria de carnes está falhando, mas fazendas menores ainda podem atender às necessidades dos consumidores nos EUA

Will Harris ficou alarmado com as notícias de produtores sacrificando seus animais porque matadouros e… Read More

25 de maio de 2020

Brasil alcança abertura de 60 mercados para produtos agropecuários

O Brasil alcançou a marca de 60 mercados externos abertos para produtos agropecuários desde janeiro… Read More

25 de maio de 2020