Por Rodrigo Lemos Meirelles, nutricionista de ruminantes (Agroceres).

Bom amigos, tenho visitado vários confinamentos que estão se preparando para a temporada. Muitos produtores preocupados com a alimentação cara, o boi magro caro, o preço da arroba não respondendo tanto quanto se espera, enfim, as preocupações normais de todo ano.

Pensando na alimentação, em função dos insumos estarem com preços atuais elevados e onde se buscam cada vez mais a otimização da utilização e o menor desperdício, me arrisquei a escrever um pouquinho sobre o desperdício.

Vejo muitos confinadores com estruturas antigas, bebedouros sujos e insuficientes, e cochos sem o dimensionamento correto para a lotação e vários quebrados. Bem, escuto volta e outra frases como: ”É caro trocar todos esses cochos quebrados!”, ou: “A perda não é tanta!”.

Com a ajuda do amigo Fernando Nemi Costa, vou lhes mostrar alguns cálculos, cada um pode (e deve) fazer o seu, com perdas e danos de cochos quebrados. O “experimento” foi feito da seguinte maneira: foi mantido o cocho quebrado e orientado a um tratador em coletar a dieta jogada ao chão antes dos bois comerem, deu trabalho, mas prestem atenção aos resultados:

– Foram considerados 400 metros de cocho, onde foram encontrados 28 m quebrados;

– Com uma lotação de 3,3 bois/metro linear X 12,6 kg (dieta total)/dia = 41,58 kg/dia (o total da dieta oferecida);

41,58 kg/dia X 60% de perdas (a perda encontrada nos cochos quebrados, um pouco ficava no cocho) = 24,95 kg/dia

24,95 Kg x 28 m (a metragem dos cochos quebrados) = 698 kg x 105 dias (periodo de confinamento) = 73.347 Kg

73.347 Kg x R$ 0,29 p/Kg (esse é o custo da dieta, cada um coloque a sua para calcular) = (R$ 21.270,00). Esse é valor perdido durante o confinamento! Se os cochos fossem consertados ou substituídos, quando custaria?

Bom, cada um se preparando para tocar o seu confinamento, ainda dá tempo de corrigir pequenas falhas, com os preços que estão os insumos e a arroba, esse ano vai ser no detalhe de novo, e não vamos errar nesse pequeno detalhe.

Quanto vale um cocho quebrado?

Cocho quebrado (foto Fernando Nemi Costa)

Cocho quebrado (foto Fernando Nemi Costa)

Rodrigo Lemos Meirelles é nutricionista de ruminantes (Agroceres).

This post was last modified on 4 de junho de 2012 16:47

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Brasil registra 4.683 casos confirmados de coronavírus até 31/03

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até às 11h55 desta terça-feira (31), 4.683 casos confirmados… Read More

31 de março de 2020

Nova Zelândia: setor suíno pode sofrer crise de bem-estar animal

A decisão do governo de excluir açougueiros independentes da lista essencial de negócios causará uma… Read More

31 de março de 2020

Nova Zelândia: frigoríficos continuam abertos, mas o processamento levará mais tempo

As empresas de carne da Nova Zelândia criaram agora um conjunto de protocolos que permitirão… Read More

31 de março de 2020

JBS corta produção de carne bovina nas instalações dos EUA

A JBS USA reduzirá a produção de carne bovina por duas semanas em uma instalação… Read More

31 de março de 2020

Plataformas digitais em alta no campo

Em meio à pandemia do novo coronavírus, os serviços digitais voltados ao agronegócio têm auxiliado… Read More

31 de março de 2020

Conab adota medidas para garantir continuidade de serviços essenciais

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informa que adotou medidas para garantir a continuidade de… Read More

31 de março de 2020