Categories: Giro do Boi

Programa de manejo de gado recebe endosso de Temple Grandin

A tão esperada criação de um programa de bem-estar animal certificado pela Temple Grandin finalmente se tornou uma realidade. Desenvolvido com a orientação de Grandin, o Food Safety Net Services Certification and Audit (FSNS C&A) anunciou a primeira empresa de carne bovina a implementar seu programa Temple Grandin Responsible Cattle Care Program .

A Nolan Ryan Beef tem a distinção de ser a primeira a adotar o programa, que alega ser “impulsionado pela ciência, fundado na praticidade e dedicado a dar continuidade ao serviço incansável de Grandin para a indústria da carne”, segundo um comunicado.

Grandin, professora de ciência animal na Colorado State University e consultora respeitada da indústria de carne sobre manejo humanitário de animais, e funcionários do FSNS concordam que os tratadores de animais em toda a cadeia alimentar devem se comprometer com as boas práticas de manejo e demonstrar seu compromisso através da verificação de terceiros.

Para a Nolan Ryan Beef, a nova auditoria suplementa suas auditorias de bem-estar animal, projetadas para monitorar o manejo humanitário na planta de processamento.

“Durante esta auditoria, os animais são inspecionados no momento da chegada à planta para claudicação, condições de saúde, ferimentos, limpeza e sinais de nível geral de cuidados da propriedade anterior anterior. A auditoria destina-se a garantir que a empresa apenas forneça gado de produtores que atendam aos padrões estabelecidos de bem-estar animal. ”

“Entendemos que o cuidado e manejo adequado do gado é uma responsabilidade ética para todos os envolvidos neste setor”, disse Perry Coughlin, presidente e CEO da Nolan Ryan Beef. “Isso não só faz sentido nos negócios, mas também está alinhado com nossa missão e nossos valores fundamentais”.

A participação dos produtores no programa é voluntária e as auditorias são conduzidas usando um sistema de pontuação objetiva nas instalações de abate. As auditorias fornecem uma avaliação dos animais usando critérios que quantificam fatores como claudicação, lesões, limpeza e saúde interna.

“Como pecuarista de vida inteira, que tem um coração e paixão por animais, tenho a honra de fazer parceria com a FSNS C & A e com a Grandin na utilização deste programa”, disse Nolan Ryan, proprietário da empresa de carne bovina no Texas. “Nós sentimos que este é um passo essencial para garantir a melhoria contínua do bem-estar animal em toda a cadeia de fornecimento.”

Fonte: Meatpoultry.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

This post was published on 14 de junho de 2019

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Mercado de carne de frango tem Recuperação frágil após tempestade Covid-19, diz Rabobank

A indústria avícola global está se recuperando gradualmente de uma tempestade que ocorreu no primeiro… Read More

7 de julho de 2020

Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos

Sob escrutínio das autoridades devido à propagação da covid-19 entre funcionários, os frigoríficos brasileiros podem… Read More

7 de julho de 2020

Brasil cobra do Japão abertura de mercado para carne e melão

O Brasil e vários outros países cobraram do Japão, mais uma vez, maior abertura de… Read More

7 de julho de 2020

Boi: 50% dos pecuaristas podem deixar a atividade até 2040, diz Embrapa

Um dos pilares do agronegócio brasileiro, a cadeia da pecuária de corte movimentou o correspondente… Read More

7 de julho de 2020

Exportação de carne bovina bate recorde

As exportações brasileiras de carne bovina (in natura e processada) somaram 172,36 mil toneladas em… Read More

7 de julho de 2020