Categories: Giro do Boi

Produção agroindustrial avançou novamente em agosto, mas pouco

Depois de subir em julho após registrar variações interanuais negativas desde março, sob os reflexos negativos da pandemia do novo coronavírus, o Índice de Produção Agroindustrial Brasileira (PIMAgro) calculado pelo Centro de Estudos em Agronegócios da Fundação Getulio Vargas (FGV Agro) se manteve em terreno positivo em agosto, mas o resultado foi tímido.

O indicador subiu 0,3% ante o mesmo mês de 2019, ainda sustentado pelo setor de alimentos e bebidas, que cresceu 6,7%. Mas a alta foi contida pela área de produtos não alimentícios, onde houve recuo de 6,5%. Em relação a julho deste ano, o avanço do PIMAgro foi de 0,7%.

O índice é baseado em dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF) do IBGE e nas variações do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-BR), da taxa de câmbio e do Índice de confiança do Empresário da Indústria de Transformação (ICI) da FGV.

O FGV Agro destaca que, mesmos com os avanços de julho e agosto, nos oito primeiros meses do ano a queda acumulada ante o mesmo período do ano passado foi de 3,9%. Mas que, se não fosse o fraco desempenho do segmento de produtos não alimentícios (que registrou queda de 11,3%), o setor agroindustrial “estaria operando em campo positivo” também nesta comparação, já na área de produtos alimentícios e bebidas houve crescimento de 2,9%.

No segmento de produtos não-alimentícios, contudo, os principais problemas continuaram a ser observados nos ramos de produtos têxteis (queda de 17,3% em agosto ante o mesmo mês de 2019), biocombustíveis (-13,6%) e borracha (-5%).

Fonte: Valor Econômico.

This post was published on 16 de outubro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

México anunciou a abertura de seu mercado para carnes argentinas

Ao final da visita de três dias ao México, os governos da Argentina e do… Read More

25 de fevereiro de 2021

CEPEA: Arroba é negociada acima de R$ 300 desde o início deste mês

O boi gordo vem sendo negociado acima dos R$ 300,00 desde o início de fevereiro,… Read More

25 de fevereiro de 2021

Arroba vai firme em R$ 300, apesar de muitas indefinições no mercado da carne bovina

Embora o escoamento da carne bovina no mercado interno continue fraco, dois fatores ainda contribuem… Read More

25 de fevereiro de 2021

Banco francês deixará de financiar empresas que desmatam Amazônia e Cerrado no Brasil

O banco francês BNP Paribas, um dos maiores do continente europeu, anunciou que só fornecerá… Read More

25 de fevereiro de 2021

Marfrig recebe US$ 30 milhões para garantir gado sem desmate no Cerrado e na Amazônia

A meta da Marfrig de garantir que nenhuma cabeça de gado que abate em suas… Read More

25 de fevereiro de 2021

Com boi em alta, Elanco prevê crescer até 5% no país em 2021

A arroba do boi em alta e a demanda por proteína animal para exportação devem… Read More

25 de fevereiro de 2021