Categories: Giro do Boi

Previsão de dias mais chuvosos traz vigor aos pastos do Centro-Oeste

Corumbá, em Mato Grosso do Sul, um dos maiores berçários para a pecuária brasileira, é também o município com a maior área de pastagens do País. São 1,9 milhão de animais e 3,2 milhões de hectares de forrageiras. Se perguntarem se a área ainda sente os impactos nos incêndios do ano passado, os maiores e mais devastadores dos últimos anos, a resposta é bem clara: não.

As chuvas do final do ano e do início de 2021 fizeram o pasto brotar com vigor e a pecuária voltou a produzir em Corumbá. A boa notícia é que as previsões são de mais chuvas, tanto para Mato Grosso do Sul como para o vizinho Mato Grosso.

“Pelas minhas contas, aqui na região já choveu cerca de 500 milímetros desde o dia 1º do ano, e as atividades seguem com a programação de inseminação das vacas, que está na reta final”, diz o pecuarista e zootecnista, Luciano Leite, dono da fazenda Inhuporã e presidente do Sindicato Rural de Corumbá.

Corredor de umidade vai além de MS e MT

Segundo o meteorologista da Climatempo, João Castro, as condições de tempo para os próximos dias favorecem mais precipitações. O que pode trazer pastagens de maior vigor e mais em conta nos custos de produção da boiada.

“A expectativa é de chuvas nos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Isso porque os dados estão indicando novos corredores de umidade e pelo menos uma sequência de dias chuvosos, agora para os próximos dias”, explica Castro.

“Por conta da temperatura do oceano Atlântico mais aquecida na costa sul do Brasil, o que se espera é que as frentes frias avancem levando chuva para a metade sul do Brasil”, diz Castro.

Por isso, para os próximos meses, até meados de abril, os pastos ficam ainda bem irrigados em Mato Grosso do Sul, mas também na porção sul de Goiás, Minas Gerais, São Paulo e nos demais Estados da Região Sul. A tendência, com os atuais dados, são precipitações bem acima da média dos últimos anos, o que deve favorecer a pecuária a pasto.

Fonte: Portal DBO.

This post was published on 20 de janeiro de 2021

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Chegou a sua chance de mudar o jogo da fazenda

Se você quer… 📍 Ter uma fazenda com mais lucro, satisfação, reconhecimento com mais harmonia.… Read More

5 de março de 2021

Uruguai: INAC considera exportar para países do Sudeste Asiático

O Instituto Nacional de Carnes (INAC) do Uruguai está explorando a possibilidade de facilitar exportações… Read More

5 de março de 2021

Senador dos EUA proporá lei que impede importação de commodities associadas a desmatamento

Os Estados Unidos deverão discutir em breve um projeto de lei para impedir que o… Read More

5 de março de 2021

Votação na Suíça pode definir peso de exigências ambientais

Pela primeira vez os suíços vão votar sobre um acordo comercial. A consulta popular a… Read More

5 de março de 2021

Rastrear fornecedores indiretos de gado demanda ‘várias engrenagens’, diz membro do comitê de sustentabilidade da Marfrig

O rastreamento dos fornecedores indiretos de gado dos frigoríficos para zerar o desmatamento nessa parcela… Read More

5 de março de 2021

Nova cepa de peste suína africana na China preocupa analistas

Uma nova cepa do vírus causador da peste suína africana (ASF) identificada na China tem… Read More

5 de março de 2021