Preste atenção aos “incêndios” que você apaga na sua fazenda

Quando se fala de incêndios, existem aqueles que coisas que acontecem a cada 100 anos, para os quais deve-se criar maneiras para se proteger. Por exemplo, ocorre a maior chuva dos últimos 100 anos. É compreensível que seu negócio de uma chacoalhada. Claro que não é compreensível que morram pessoas ou que seu negócio quebre, mas um momento de dificuldade, sim. 

Caso a situação seja como essa citada acima, ou seja, um evento natural esporádico, que acontece em intervalos grandes de tempo e que é bem difícil de prever, está tudo bem passar por dificuldades. No entanto, na maioria das vezes, o incêndio do empreendedor é causado por ele não ter pensado de forma estratégica em suas rotinas diárias e semanais.

Por exemplo, quem mexe com pecuária no Brasil sabe que tem uma época de seca. Tem gente que todo ano sofre com a seca, como se não soubesse que ia acontecer! “Esse ano teve uma seca braba!”, dizem, mas na realidade, o que houve foi uma seca 10% maior do que no ano passado. Tem gente cujo gado vai passar minimamente sobrevivendo se esse ano tiver a menor seca dos últimos 20 anos.

A questão é: você precisa planejar as coisas que acontecem! Tem uma série de coisas que são previsíveis que você consegue planejar. Sente com seu pai, esposa, irmão ou com quem estiver tocando esse negócio com você e defina o que vocês precisam se prevenir nesse ano, nesse semestre. Em uma simples conversa na varanda da fazenda é possível mapear isso e definir ações para se colocar em prática.

Incêndios, na grande maioria das vezes, são a consequência de você não ter planejado direito, não ter a equipe treinada do jeito que precisa, não ter a estratégia, a visão de negócios e a liderança que você pode e precisa ter!

View this post on Instagram

Quando se fala de incêndios, existem aqueles que coisas que acontecem a cada 100 anos, para os quais deve-se criar maneiras para se proteger. Por exemplo, ocorre a maior chuva dos últimos 100 anos. É compreensível que seu negócio de uma chacoalhada. Claro que não é compreensível que morram pessoas ou que seu negócio quebre, mas um momento de dificuldade, sim. Caso a situação seja como essa citada acima, ou seja, um evento natural esporádico, que acontece em intervalos grandes de tempo e que é bem difícil de prever, está tudo bem passar por dificuldades. No entanto, na maioria das vezes, o incêndio do empreendedor é causado por ele não ter pensado de forma estratégica em suas rotinas diárias e semanais. Por exemplo, quem mexe com pecuária no Brasil sabe que tem uma época de seca. Tem gente que todo ano sofre com a seca, como se não soubesse que ia acontecer! “Esse ano teve uma seca braba!”, dizem, mas na realidade, o que houve foi uma seca 10% maior do que no ano passado. Tem gente cujo gado vai passar minimamente sobrevivendo se esse ano tiver a menor seca dos últimos 20 anos. A questão é: você precisa planejar as coisas que acontecem! Tem uma série de coisas que são previsíveis que você consegue planejar. Sente com seu pai, esposa, irmão ou com quem estiver tocando esse negócio com você e defina o que vocês precisam se prevenir nesse ano, nesse semestre. Em uma simples conversa na varanda da fazenda é possível mapear isso e definir ações para se colocar em prática. Incêndios, na grande maioria das vezes, são a consequência de você não ter planejado direito, não ter a equipe treinada do jeito que precisa, não ter a estratégia, a visão de negócios e a liderança que você pode e precisa ter! #agrotalento #eusouagrotalento #tornatequemtues #fazendaexpressao #fazenda #fazendafamilar #pecuária #gado #gadodecorte #gadodeleite #carne #boi #vidanocampo #agricultura #agro #sucessao #agriculturafamiliar #leite

A post shared by Miguel Cavalcanti (@mcavalcanti) on

Fonte: AgroTalento.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar