Pela CONAB, disponibilidade per capita de carnes em 2021 será menor que a de cinco anos atrás
12 de abril de 2021
ÚLTIMO dia para se inscrever na Mentoria AgroTalento 2021
13 de abril de 2021

Pecuarista e especialista em solo, Gabe Brown, fala como a agricultura regenerativa pode mitigar a mudança climática

Em um post do Instagram da conta @eomovement, o pecuarista e especialista em solo, Gabe Brown, aconselha o Congresso americano sobre como a agricultura regenerativa é capaz de mitigar a mudança climática. Confira:

1) Tira o carbono da atmosfera e o coloca no solo

“O carbono é alimento para biologia. O carbono é parte de todos e de tudo. Ao manter diversas plantas vivendo no solo o máximo de tempo possível durante o ano e integrando animais, podemos mover quantidades massivas de carbono para fora da atmosfera e para o solo.”

2) Aumenta a lucratividade da fazenda

“Temos visto repetidamente que se uma fazenda adota e implementa os seis princípios do sol saudável, foca nos quatro processos do ecossistema e pratica as três regras de manejo adaptativo, aumentará sua lucratividade.”

3) Melhora a qualidade da água

“Ao reduzir o preparo da terra para agricultura cultivada, tendo resíduo na superfície do solo, e plantando culturas coberturas vivas o mais frequente possível, podemos manter os nutrientes de nossas fazendas e fora das bacias hidrográficas. Isso não somente economizaria custos de insumos aos produtores, mas também, forneceria água mais limpa para as cidades e municípios.”

4) Melhora a saúde humana

“A densidade de nutrientes dos alimentos que produzimos hoje é muito menor do que era há décadas. Por que isso? A principal razão, em minha opinião, é por causa da degradação do nosso recurso solo… A saúde humana e a saúde do solo estão intimamente relacionadas. Se curarmos o solo, curaremos a nós mesmos também.”

Confira o post:

Uma publicação compartilhada por Ethical Omnivore Movement (@eomovement)

Fonte: Ethical Omnivore Movement, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *