Categories: Entrevistas

“O manejo racional é uma ferramenta indispensável na pecuária moderna” – Alexandre Parise [Prêmio BeefPoint Bem-estar Animal]

O BeefPoint realizou um grande evento – BeefSummit Bem-estar Animal – no dia 8 de maio de 2014, no Centro de Convenções do Ribeirão Shopping, na cidade de Ribeirão Preto/SP.

O evento teve a participação especial de Temple Grandin – pesquisadora que é referência mundial em bem-estar animal, também teve palestras inovadoras, com o Prof. Mateus Paranhos da Costa e pecuaristas que são referência nas práticas de bem-estar animal no Brasil.

Estes profissionais compartilharam casos de sucesso e aprendizados nesta área que cresce, a cada dia, dentro da cadeia produtiva da carne. E para fechar o dia com chave de ouro realizamos a entrega do Prêmio BeefPoint 2014 – Edição Bem-estar Animal, que homenageou pecuaristas, profissionais, vaqueiros e pesquisadores que são referência em BEA no Brasil.

O público escolheu por meio de votação online, o vencedor de cada categoria. Assim, para você – leitor BeefPoint – conhecer melhor os finalistas desse prêmio, nós preparamos uma entrevista com cada um deles!

Conheça Alexandre Pasquali Parise, finalista na categoria Produtor Referência em Bem-estar Animal.

Alexandre Pasquali Parise, advogado e pecuarista, residente em Ribeirão Preto.

BeefPoint:O que você implementou de diferente em sua propriedade, que levou você a ser um dos finalistas do Prêmio BeefPoint Edição Bem-estar Animal?

Alexandre Parise: Focamos em melhores condições de trabalho de nossas equipes e na maior percepção e respeito de todos os envolvidos com o bem-estar dos animais que lidamos.

BeefPoint: Por favor, conte sobre o trabalho que vem desenvolvendo na área de bovinocultura de corte e bem-estar animal na sua propriedade.

Alexandre Parise: Nossa atividade está centrada na recria (pasto) e engorda (confinamento), onde temos o objetivo de terminar cerca de 50 mil animais em 2014. Mesmo sendo o abate o destino dos animais, a cada dia buscamos melhorar a forma de lidarmos com eles, através de treinamentos e reciclagens de nossas equipes e novas ferramentas, buscando sempre uma maior valorização das pessoas e dos animais.

BeefPoint: Quais técnicas/práticas você desempenha em sua fazenda que resultou em bons resultados, quando o tema é bem-estar animal?

Alexandre Parise: As operações de embarque e desembarque dos animais, bem como a condução destes animais dentro do Confinamento São Lucas são feitas com bastante calma, utilizando bandeiras, sem gritos ou agressões.

Tais práticas, que proporcionam maior segurança aos funcionários e animais, tem apresentado baixíssimos índices de traumatismos e fraturas dos animais. Estas ações diminuem o estresse, o que melhora a imunidade dos animais, reduzindo os custos com medicamentos e mortalidades, refletindo em melhor desempenho animal e melhor qualidade de carne.

BeefPoint: Conte pra nós qual a aceitabilidade de sua equipe quanto às técnicas de bem-estar animal? Como é feito o treinamento de seus funcionários?

Alexandre Parise: Tivemos o cuidado de mostrar para a equipe que estamos preocupados com todos, “homens e animais”, apresentando a eles qual benefício seria gerado e os malefícios de manejos e ações inadequadas, sempre focando nestes dois pontos; e isso nos trouxe uma ótima aceitação e tem nos dado resultados gratificantes.

Não temos uma periodicidade ou formato pré-estabelecido, mas temos o cuidado de realizar treinamentos constantes, alguns por técnicos que nos assistem no dia a dia e outros com a participação de especialistas; no entanto, os novos funcionários passam por um treinamento antes de iniciar as atividades, sempre com muita competência, de maneira objetiva e na linguagem habitual dos vaqueiros. Estas ações estimulam as nossas equipes a valorizar cada vez mais as ações e o bem-estar animal.

BeefPoint: Por que decidiu adotar medidas de bem-estar animal em sua propriedade? Teve o apoio de alguma empresa e/ou profissional da área?

Alexandre Parise: O manejo racional é uma ferramenta indispensável na pecuária moderna. Seus benefícios tem influência direta na convivência entre os homens e animais, sem falar que é mais uma boa forma de aumentar de maneira sustentável a lucratividade da atividade. Tivemos o apoio, para isso, do Renato dos Santos e da Nutron.

BeefPoint: Todos sabemos que aprendemos mais com nossos erros. O que fez e deu errado? Você poderia nos contar?

Alexandre Parise: Estamos sujeitos a erros, e com a evolução constante, as vezes tomamos decisões que no momento eram adequadas, mas depois percebemos que não era aquele o sentido. Podemos citar que demoramos um pouco para realizarmos a troca do curral de manejo, que durante anos estava adequado, mas com o crescimento do confinamento e das movimentações, passou a ser inadequado.

BeefPoint: Qual inovação e/ou novidade no setor você mais gostou dos últimos anos? O que estamos precisando inovar?

Alexandre Parise: A maior inovação é, sem dúvida, a forma como estamos olhando para o animal, a busca pelo seu bem-estar. Assim, precisamos fazer com que os pecuaristas acreditem na importância desse bem estar, que sem dúvida agrega valor a toda a cadeia produtiva.

BeefPoint: Quais seus planos para 2014?

Alexandre Parise: Melhorar cada vez mais a forma de tratar os animais e as pessoas que lidam com eles. Além de ser gratificante, é de suma importância para toda a cadeia produtiva.

BeefPoint: Qual o maior desafio da pecuária brasileira hoje?

Alexandre Parise: Crescer de forma sustentável, em termos financeiros, social e ambiental, principalmente pela pressão que está ocorrendo e em muitos casos por pessoas com baixo conhecimento na atividade.

BeefPoint: Qual o exemplo de profissional dessa área você mais admira?

Alexandre Parise: Temple Grandin. Ela conseguiu revolucionar a forma com que trabalhamos.

BeefPoint: Qual seu recado para os pecuaristas?

Alexandre Parise: Acreditem no bem-estar animal! Treinem e valorizem sua equipe!

This post was published on 13 de maio de 2014

Share

Recent Posts

CEPEA: Valorização do bezerro reduz poder de compra do terminador

Os preços médios mensais do boi gordo seguem em alta e renovando as máximas reais… Read More

22 de outubro de 2020

Indústria da carne assina acordo para integrar sistemas de exportação para Jordânia

A Associação Brasileiro de Proteína Animal (ABPA) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de… Read More

22 de outubro de 2020

Tereza Cristina diz ver potencial para crescimento no comércio com países árabes

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta quarta-feira que vislumbra um enorme potencial para… Read More

22 de outubro de 2020

Alemanha encontra seis novos casos de peste suína africana em javalis; já são 86 casos

Mais seis casos de peste suína africana (PSA) foram confirmados em javalis na região de… Read More

22 de outubro de 2020

China pede correções após inspeções em frigoríficos

A auditoria remota feita por autoridades chinesas em frigoríficos brasileiros que estão com as vendas… Read More

22 de outubro de 2020

Ipea eleva estimativa para o crescimento do PIB da agropecuária

A produção recorde de soja na safra 2019/20 e a confirmação de colheitas robustas de… Read More

22 de outubro de 2020