Categories: Novas do BeefPoint

Novidades sobre as Viagens Técnicas BeefPoint – local, datas e uma mensagem muito bacana de quem foi ano passado

Bom dia !

Espero que tudo esteja bem com você.

Primeiro gostaria de agradecer a todos que participaram da pesquisa sobre as viagens do BeefPoint. Recebemos muitas sugestões, ideias e muitas respostas.

Muito bom ver que tem muita gente querendo participar conosco desse projeto que temos tanto orgulho e satisfação pessoal de fazer – viagens técnicas de estudo intensivas e muito agradáveis.

Agora, as novidades…

Temos o orgulho de anunciar que a próxima Viagem Técnica BeefPoint será para o TEXAS (EUA), entre os dias 31 de maio (sábado, viagem de ida) e 08 de junho (domingo, viagem de volta).

Essa foi nossa viagem com mais participantes no ano passado e a mais pedida na nossa pesquisa.

Por questões de qualidade das visitas, a viagem é limitada a apenas 40 participantes.

Vamos liberar as inscrições essa semana, mas você já pode fazer sua pré-reserva e ser o primeiro a ser avisado do programa e valores.

O link para pré-reserva é:
http://promo.beefpoint.com.br/viagembeef-texas-2014-maio-01

Amanhã vou enviar mais informações, com o roteiro e valores da viagem. E também vou gravar uma palestra em vídeo que explico todas as visitas e atividades da viagem.

Muito obrigado.

Grande abraço, Miguel

Miguel Cavalcanti
miguel@beefpoint.com.br
fone: +55 19 2532-4620
BeefPoint: Para quem faz hoje a pecuária do futuro. E para quem quer fazer.

PS: Aproveito para te convidar a ler o depoimento do Thiago Parente, que participou da viagem ao Texas em 2013, hoje está fazendo MBA em uma das faculdades que visitamos e que vai nos encontrar esse ano.

Depoimento sobre a viagem técnica BeefPoint ao Texas 2013, por Thiago Parente

Thiago Parente, um dos integrantes da viagem técnica BeefPoint ao Texas, escreveu um depoimento sobre sua experiência e aprendizados. Leia na íntegra:

Me chamo Thiago Parente, minha experiência profissional está praticamente toda voltada para a área de tecnologia, gestão e sistemas de BI (Business Intelligence). Atuo como gerente comercial de uma multinacional americana na venda de software para o governo brasileiro, sou criador de cavalos crioulos e gado simbrasil em Inhumas/GO (Fazenda Almaviva).

Sempre acreditei no agronegócio brasileiro e na necessidade de modernização da pecuária. Sinto que, apesar dos esforços isolados e dos evidentes resultados obtidos ao longo dos últimos 30 anos ainda temos um longo caminho para evoluir. Da mesma forma que temos a Agricultura de Precisão, precisamos criar algo semelhante para a pecuária e as ferramentas e maturidade começam a surgir.

Minha reação imediata ao ver no Facebook o anúncio da viagem técnica foi: “Tenho que participar disso!”. Mas surgiram também várias inseguranças de um pequeno pecuarista do estado de Goiás, com pouca cultura e conhecimento prático na criação de gado. Como seria o grupo? Como transcorreria a viagem? Seria muito cansativo? É algo que estou buscando? Resolvi ignorar as inseguranças e fiz a inscrição para a viagem.

Ao sair de Brasília e chegar no aeroporto de Guarulhos, todos um pouco quietos, tímidos. Íamos nos apresentando, conversando e conhecendo o que cada um fazia. Quando chegamos a Houston, tivemos uma longa fila de imigração, onde tivemos mais tempo para conversar.

Aos poucos a timidez cedeu o lugar para a amizade e já nos primeiros dias, além de visitas fantásticas, tínhamos a grande oportunidade de compartilhá-las e discuti-las com nossos pares brasileiros. Aprendemos sobre toda a cadeia de carne do Texas em sua melhor forma, em fazendas centenárias e com fazendeiros empreendedores, que ousaram, arriscaram e estavam colhendo os frutos.

O Texas se encontra hoje em uma situação atípica, entrando em seu terceiro ano de seca e castigando a todos: criadores e animais. Mas acho que uma das coisas que mais marcou a viagem, além da clara presença da seca, foi a capacidade que os criadores americanos tem de seguir em frente em seus negócios, continuar suas vendas e trabalhar como nunca. E também a incapacidade de se considerarem coitados ou menos afortunados.

No Rancho RA Brown, na nossa despedida, recebemos uma garrafa de água mineral com a logomarca do rancho e o proprietário nos disse que aquele era o melhor presente que se pode ganhar nesses tempos de seca no Texas. Foi uma experiência emocionante receber água de alguém que sofre com a sua falta por quase 3 anos. Algo também marcante foi a presença da religião e da crença em Deus por onde passamos.

Para não me prolongar muito, gostaria de dizer que nenhum avião poderia carregar a minha bagagem na volta. Além de botas, fivelas, cintos e camisas, ela tem um conhecimento que sem a Beefpoint, a Caep e os amigos da viagem eu não teria acesso nunca e um monte de verdadeiras amizades que pretendo carregar ao longo da minha vida.

Antes eu tinha uma forte impressão de que a Beefpoint é uma das precursoras da modernização da pecuária brasileira. Agora eu tenho a CERTEZA!

Relembrando, O link para pre-reserva é:
http://promo.beefpoint.com.br/viagembeef-texas-2014-maio-01

This post was published on 25 de março de 2014

Share
Published by
Miguel da Rocha Cavalcanti

Recent Posts

Exportações de carne bovina do Uruguai estão se recuperando

As exportações uruguaias de carne bovina se recuperaram no primeiro trimestre de 2021 quando comparadas… Read More

14 de abril de 2021

Estudo: Produção bovina pode diminuir emissão de GEE até 50% através de práticas eficientes

Uma equipa de investigação liderada pela Universidade Estadual do Colorado descobriu que a indústria da… Read More

14 de abril de 2021

Exportações de carne em março aumentam 37,7% em relação ao mês anterior em MT

As exportações mato-grossenses de carne bovina em março de 2021 aumentaram 37,7% em relação a… Read More

14 de abril de 2021

MS está entre os estados com maior adoção de sistemas de integração e plantio direto no Brasil

Na semana em que celebramos o Dia Nacional da Conservação de Solos, Mato Grosso do… Read More

14 de abril de 2021

Carne bovina: ‘Brasil pode passar a exportar 35% da produção em breve’

A arroba do boi gordo segue em alta nos mercados físico e futuro. Quem vê… Read More

14 de abril de 2021

Frigoríficos brasileiros operam com margens abaixo de 3%, diz fonte

A disparada do boi e o cambaleante mercado doméstico reduziram as margens dos frigoríficos a… Read More

14 de abril de 2021