Categories: Giro do Boi

Nova Zelândia: setor suíno pode sofrer crise de bem-estar animal

A decisão do governo de excluir açougueiros independentes da lista essencial de negócios causará uma crise de bem-estar animal no setor suíno da Nova Zelândia. Todos os açougueiros independentes em todo o país foram classificados como negócios não essenciais e foram forçados a fechar como parte do bloqueio do Nível de Alerta 4 do COVID-19. No entanto, a decisão provavelmente resultará no setor suíno não tendo lugar para abrigar até 5.000 porcos excedentes na fazenda a cada semana.

“Ao não conseguir vender porcos para açougues independentes e outros segmentos, enfrentaremos um problema significativo de bem-estar animal”, diz David Baines, diretor executivo da NZ Pork.

“É muito simples. Não há capacidade para armazenar porcos excedentes na fazenda. As fazendas comerciais normalmente fornecem porcos para o mercado semanalmente e não possuem capacidade de armazenamento de reposição. A superlotação de porcos em currais constituiria rapidamente uma questão significativa de bem-estar, de acordo com o código de bem-estar animal. Os atacadistas não têm capacidade para processar e congelar os volumes excedentes. O congelamento de carcaças também não é uma opção completa para o volume excedente, devido ao limitado espaço em freezer e capacidade de armazenamento.”

Os porcos produzidos na Nova Zelândia podem ser oferecidos aos fabricantes como substitutos dos produtos importados, mas a maioria dos fabricantes agora usa produtos importados e não opera salas de desossa ou emprega pessoal para processar os porcos adicionais da Nova Zelândia.

“A capacidade de produção reduzida devido a medidas projetadas para impedir a propagação do COVID-19 reduziu a produtividade normal das salas de desossa”, diz Baines.

O fechamento de açougueiros independentes os eliminou como parte potencial de uma solução alternativa de desossa.

“Por fim, atacadistas e processadores não terão opção a não ser deixar até 5.000 porcos na fazenda a cada semana e isso resultará em uma crise de bem-estar animal. Acreditamos que incluir açougueiros independentes e grandes varejistas de alimentos na lista de empresas essenciais seria uma decisão pragmática e sensata e consistente com a decisão do governo de classificar a produção e distribuição de alimentos como um serviço essencial. Como os laticínios, açougueiros independentes podem tomar as medidas necessárias para impedir a propagação do COVID-19. ”

“A NZ Pork esteve em conversações com o ministro da Agricultura Damien O’Connor e o Ministério das Indústrias Primárias (MPI) sobre a situação e foi avisado que o ministro está considerando seriamente o assunto”, diz Baines.

“O MPI entende claramente a urgência e a importância do problema, mas precisamos de uma decisão do governo agora. Enquanto isso, a NZ Pork está incentivando os neozelandeses a apoiar os agricultores da Nova Zelândia comendo carne de porco produzida na Nova Zelândia. Aproximadamente 62% do consumo de carne de porco da Nova Zelândia é importado, com cerca de 85% dessa carne de porco importada processada posteriormente. Nenhuma carne de porco importada para a Nova Zelândia é de países cujas práticas de produção atendem aos requisitos legais da Nova Zelândia em todos os aspectos. É importante que os neozelandeses saibam que, ao pagar um prêmio pela carne de porco caseira, eles estão recebendo um corte superior ao resto.”

Fonte: NZ Pork, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

This post was published on 31 de março de 2020

Share

Recent Posts

Rafael Tardáguila: Oferta de carne deve se adequar à menor demanda

A demanda por carne bovina cairá devido à recessão global, mas a oferta está se… Read More

29 de maio de 2020

Covid-19 infectou mais de 3 mil funcionários de frigoríficos nos EUA, diz sindicato

Mais de 3 mil funcionários de frigoríficos dos Estados Unidos testaram positivo para Covid-19 e… Read More

29 de maio de 2020

Carne bovina: mercado interno continua incerto e exportações seguem firmes

Com a baixa de oferta de animais, algumas indústrias estão oferecendo mais pela arroba do… Read More

29 de maio de 2020

Produção de carne bovina deve cair, diz Rabobank

O mais novo relatório do Rabobank indicou que a produção de carne bovina brasileira deve… Read More

29 de maio de 2020

Boi gordo: China pede renegociação à exportadoras de carne

A retração da procura pelas principais proteínas animais no mercado atacadista de São Paulo foi… Read More

29 de maio de 2020

JBS vai pedir aval do governo de SC para sacrificar 650 mil frangos

A JBS vai protocolar na Secretaria de Agricultura e no órgão ambiental de Santa Catarina… Read More

29 de maio de 2020