Categories: Giro do Boi

Nos EUA, processadora de carne é multada por surto de Covid-19 em fábrica

O Departamento de Trabalho dos Estados Unidos multou a processadora de carne suína Smithfield Foods, controlada pelo WH Group, de Hong Kong, por causa de um surto de Covid-19 que infectou cerca de 1.300 trabalhadores e levou a quatro mortes em uma unidade em Dakota do Sul. Segundo o departamento, a companhia falhou em proteger os funcionários.

Esta é a primeira multa relacionada à Covid-19 imposta pelo governo federal a um frigorífico, disse o departamento. Durante a primavera no Hemisfério Norte, a doença se espalhou rapidamente entre trabalhadores de unidades de processamento de carne, forçando a Smithfield e outras empresas a fechar temporariamente suas fábricas.

A Smithfield disse que vai contestar a citação, que acarreta uma multa de US$ 13.494, o máximo permitido por lei, de acordo com a Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA) do Departamento de Trabalho. A fábrica de Sioux Falls, em Dakota do Sul, é uma das maiores da indústria de suínos, com cerca de 3.700 trabalhadores e capacidade diária de abate de 20 mil animais.

Depois que a unidade foi associada a mais de 200 infecções por covid-19 no início de abril, a governadora de Dakota do Sul, Kristi Noem, pediu à Smithfield para fechá-la por um período prolongado. A empresa o fez, mas o CEO, Kenneth Sullivan, advertiu que o fechamento de fábricas ameaçaria o abastecimento de alimentos dos EUA.

A OSHA disse na quinta-feira que, depois de inspecionar as instalações de Sioux Falls, chegou à conclusão de que a Smithfield não forneceu um local de trabalho livre de perigos que pudessem causar morte ou danos graves aos funcionários. A agência disse que pelo menos 1.294 trabalhadores da fábrica contraíram o vírus durante a primavera, e quatro morreram.

A Smithfield criticou a OSHA por citar a empresa sobre as condições das fábricas em março, quando a agência ainda não tinha emitido diretrizes para a indústria de carnes. Segundo a chefe de assuntos corporativos da Smithfield, Keira Lombardo, a empresa solicitou a visita da OSHA mais cedo, mas a agência não o fez. Ela acrescentou que a Smithfield gastou US$ 350 milhões em despesas relacionadas ao coronavírus entre abril e julho, e que a OSHA apontou algumas das ações da companhia como modelo para outros frigoríficos.

A United Food and Commercial Workers International Union, que representa os funcionários da fábrica da Smithfield, considerou a multa proposta um insulto. “A OSHA está distraída durante essa pandemia e este é apenas o exemplo mais recente da agência deixando de fazer seu trabalho e assumir a responsabilidade pela segurança do trabalhador”, disse o presidente do sindicato, Marc Perrone. Uma porta-voz da OSHA não comentou imediatamente o assunto.

Fonte: Estadão.

This post was published on 14 de setembro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Preço do Novilho do Mercosul segue perdendo força

O Novilho Mercosul voltou a cair nesta semana. O índice apurado pela Faxcarne apontou queda… Read More

25 de setembro de 2020

Equipamentos 3D são capazes de imprimir de um tudo — agora, até carnes

Em 1984, um estudante de engenharia perguntou ao americano Chuck Hull, inventor da impressora 3D,… Read More

25 de setembro de 2020

Certificação da Carne Hereford colhe resultados positivos em Santa Catarina

Assinado no final de 2019, o contrato entre a Associação Brasileira de Hereford e Braford… Read More

25 de setembro de 2020

BNDES volta a pedir ação por danos à JBS

Amparada por decisão favorável em tribunal arbitral, a BNDESPar, braço de participações acionárias do Banco… Read More

25 de setembro de 2020

Primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa já imunizou 166 milhões de animais

Os dados parciais da primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa em 2020 mostraram… Read More

25 de setembro de 2020

Pecuária orgânica é oportunidade pós-pandemia

Atividade ainda incipiente no País, a pecuária orgânica é viável e representa uma oportunidade de… Read More

25 de setembro de 2020