Categories: Giro do Boi

Municípios com alta produção agrícola impactam PIB local, mostra estudo do Mapa

Os municípios com maior valor da produção agrícola do país têm em média, uma participação alta de seu Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário no PIB total do município. Para os 50 considerados mais ricos em termos de valor da produção, a média da participação do PIB agro no PIB total é de 36,8%, enquanto para o Brasil essa participação foi de 5,4%. A maior parte desses municípios situa-se em Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Bahia.

A conclusão é de uma nota técnica da Coordenação-Geral de Avaliação de Política e Informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com base em dados da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM) e do Produto Interno Bruto (PIB), ambos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para Sapezal (MT), líder na produção de algodão, o PIB agro em relação PIB do município é de 54,5%; para São Desiderio (BA), líder do algodão na Bahia, a participação do PIB é de 66,5%. Para Diamantino (MT), é de 54,3%, e em Formosa do Rio Preto, a participação é de 64,0%.

O valor médio da produção dos 50 municípios com maior valor da produção é de R$ 1,521 bilhão. Nesse grupo de munícipios, os maiores valores são observados em Sorriso (MT) R$ 3,946 bilhões, Sapezal (MT) R$ 3,338 bilhões, São Desiderio (BA) R$ 3,183 bilhões, Campo Novo dos Parecis (MT) R$ 3,055 bilhões, Rio Verde (GO) R$ 2,578 bilhões e Cristalina (GO) R$ 3,338 bilhões.

De acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal, o valor da produção das principais culturas agrícolas do país atingiu R$ 361 bilhões em 2019, superando em 5,1% o recorde alcançado no ano anterior. O milho, o algodão e a cana-de-açúcar foram os principais produtos que influenciaram esse crescimento.

Segundo o IBGE, dos 50 municípios com maior valor da produção agrícola do País, 22 municípios encontram-se no Mato Grosso, seis em Goiás, seis em Mato Grosso do Sul e seis na Bahia.

Os municípios que lideram a produção de soja e milho, em sua maioria também aparecem nas primeiras posições de geração de valor do algodão herbáceo. Esses são, caracterizadamente os municípios que também lideram os níveis de produtividade.

Fonte: Mapa.

This post was published on 16 de outubro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

México anunciou a abertura de seu mercado para carnes argentinas

Ao final da visita de três dias ao México, os governos da Argentina e do… Read More

25 de fevereiro de 2021

CEPEA: Arroba é negociada acima de R$ 300 desde o início deste mês

O boi gordo vem sendo negociado acima dos R$ 300,00 desde o início de fevereiro,… Read More

25 de fevereiro de 2021

Arroba vai firme em R$ 300, apesar de muitas indefinições no mercado da carne bovina

Embora o escoamento da carne bovina no mercado interno continue fraco, dois fatores ainda contribuem… Read More

25 de fevereiro de 2021

Banco francês deixará de financiar empresas que desmatam Amazônia e Cerrado no Brasil

O banco francês BNP Paribas, um dos maiores do continente europeu, anunciou que só fornecerá… Read More

25 de fevereiro de 2021

Marfrig recebe US$ 30 milhões para garantir gado sem desmate no Cerrado e na Amazônia

A meta da Marfrig de garantir que nenhuma cabeça de gado que abate em suas… Read More

25 de fevereiro de 2021

Com boi em alta, Elanco prevê crescer até 5% no país em 2021

A arroba do boi em alta e a demanda por proteína animal para exportação devem… Read More

25 de fevereiro de 2021