Categories: Giro do Boi

MT: abate de bovinos em maio alcança maior volume desde 2008

O abate de bovinos em Mato Grosso alcançou 424,5 mil cabeças em maio, o maior número registrado desde janeiro de 2008, quando os frigoríficos do Estado abateram 431,1 mil cabeças.

O volume de gado abatido cresceu 20,1% em relação a abril e 8,5% comparativamente a maio do ano passado. O destaque é o aumento no abate de fêmeas, que no mês passado atingiu 214 mil cabeças, volume 17,9% maior que o registrado em abril e 54,2% acima do observado em maio de 2010.

Os dados são do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea/MT) e foram relatados no boletim semanal sobre o mercado de boi, elaborado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), vinculado à Federação de Agricultura e Pecuária a de Mato Grosso (Famato).

Segundo os analistas do Imea, o levantamento mostra que os abates de bovinos em Mato Grosso nos cinco primeiros meses deste ano somaram 1,91 milhão de cabeças, volume 2% acima do registrado em igual período do ano passado. Na comparação, a oferta de vacas aumentou 34% e a de bois recuou 17%. Os analistas atribuem o aumento do abate à maior oferta de fêmeas, em virtude da redução da disponibilidade de pastagens, provocada pela estiagem prolongada que ocorreu no segundo semestre do ano passado.

Na opinião do superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, além da maior oferta de fêmeas, outro fator que provocou o aumento nos abates em maio foi a estratégia comercial dos frigoríficos, que reduziram suas compras em abril para pressionar o mercado, provocando uma diminuição nos preços. Os preços recuaram de R$ 90,00/@ em abril para os atuais R$ 85,00/@.

Vacari acredita que a tendência para os próximos meses é de mercado firme para o boi gordo, pois o descarte de fêmeas deve diminuir, uma vez que a cotação atual da vaca gorda equivale ao preço de um bezerro para reposição. O acompanhamento de preços do Imea mostra que a cotação do boi gordo em junho está em média em R$ 85,43/@, valor 2,98% inferior ao observado do maio. No período, a arroba da vaca gorda recuou 2,58% para R$ 76,88/@.

As informações são da Agência Estado, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Share

Recent Posts

Depois do AgroTalento, conheço meu faturamento e meus custos

Tarso Lang é natural de Santiago e é engenheiro agrícola.. Sua fazenda se localiza no município de Itacurubi. Sua relação… Read More

19 de fevereiro de 2020

Minerva Foods lucrou R$ 243 milhões no quarto trimestre

Impulsionada pela forte demanda asiática - especialmente da China -, a Minerva Foods reportou ontem um lucro líquido de R$… Read More

19 de fevereiro de 2020

Relatório do INAC mostrou que 18 de 25 frigoríficos uruguaios tiveram perdas em 2019

Em uma reunião tripartida realizada quinta-feira entre a indústria frigorífica e a Federação dos Trabalhadores da Carne e Afins (Foica),… Read More

19 de fevereiro de 2020

Crescente comércio de carne bovina da América do Sul tropeça por coronavírus

Os exportadores de carne da América do Sul, entre os maiores beneficiários de uma doença que mata porcos na China,… Read More

19 de fevereiro de 2020

Maturatta Friboi protagoniza churrasco que entra para o Guinness Book

Vinte e três mil porções de carne bovina servidas em oito horas. Essa é a marca que levou o BBQ… Read More

19 de fevereiro de 2020

JBS anuncia acordo para aquisição da Empire Packing nos Estados Unidos

A JBS S.A. comunicou que sua subsidiária indireta JBS USA celebrou um acordo de aquisição de participação acionária com a… Read More

19 de fevereiro de 2020