Miratorg da Rússia sofre perdas de lucro para projeto de carne bovina

A unidade de carne bovina da Miratorg, localizada na região europeia da Rússia, sofreu um enorme prejuízo líquido em 2017, apesar do crescimento significativo da produção e da receita.

A empresa de análise SPARK informou que a Bryansk Meat Company – subsidiária da Miratorg que administra seus clusters de carne bovina – teve uma perda líquida de RUB 2,4 bilhões (US $ 40 milhões) no ano passado, comparado a um lucro líquido de RUB $ 39,46 bilhões (US $ 160 milhões) em 2016.

A receita da empresa atingiu RUB 16 bilhões (US $ 248 milhões) em 2017, em comparação com RUB 13,6 bilhões (US $ 211 milhões) no ano anterior, principalmente devido a um aumento nos volumes de produção para 82.000 toneladas de 51.600 toneladas em 2016.

Analistas russos atribuíram a perda de lucros da empresa a vários fatores, incluindo a redução da ajuda estatal, um alto endividamento e uma fraca demanda por carne bovina no mercado russo.

“A lucratividade na indústria de carne bovina depende do poder de compra da população, do crescimento da demanda por carnes de alta qualidade e do apoio do Estado”, disse Lyubov Burdienko, diretor comercial da agência de informação e análise EMEAT.

“No final de 2017, o peso da dívida da Bryansk Meat Company era de RUB$ 77 bilhões (US $ 1,19 bilhão), com juros sobre a dívida no valor de outros RUB6,6 bilhões (US $ 102 milhões). Se os pagamentos da taxa de juros não fossem subsidiados (pelo governo) até certo ponto, isso poderia levar a um desempenho financeiro negativo”, explicou Burdienko.

Ekaterina Mikhaleva, analista sênior da agência de consultoria russa Neo Tsentr, disse à revista local Agroinvestor que, desde o início do projeto de carne bovina da Miratorg há cinco anos, a empresa não registrou nenhum lucro com vendas. Além disso, as perdas estavam se acumulando.

“Essa tendência de perdas no lucro bruto sugere que a empresa tem dificuldades significativas para superar”, disse Mikhaleva.

Reavaliação de passivos

Dmitry Sergeev, secretário de imprensa da Miratorg, disse que o principal fator no desempenho financeiro negativo da Bryansk Meat Company foi uma reavaliação dos passivos de empréstimos denominados em moeda estrangeira da empresa. Ele ressaltou que as perdas não estavam de forma alguma relacionadas à eficiência operacional.

“O projeto de gado tem um período de retorno muito longo – mais de 12 anos – e, nos primeiros quatro anos, a empresa não gera margens de lucro, apenas faz investimentos e arca com os custos”, disse Sergeev.

Em geral, a Bryansk Meat Company continua a desenvolver com sucesso, aumentando a produção e o processamento de acordo com o aumento planejado em seu rebanho bovino, bem como aumentando as vendas de carne bovina de alta qualidade e expandindo o alcance geográfico de seus produtos, afirmou Sergeev.

O cluster de carne da Miratorg na Rússia Central tem como alvo uma capacidade de 400.000 cabeças ou 130-150.000 toneladas de carne bovina por ano até 2020. Autoridades do governo russo anteriormente estimaram que, assim que este desempenho de produção fosse alcançado, o Miratorg poderia satisfazer até 20% a demanda por carne bovina no mercado russo. A empresa planeja produzir 100.000 toneladas de carne bovina em 2018.

Fonte: GlobalMeatNews.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar