Categories: Giro do Boi

Ministra afirma que vai tentar recompor cortes de recursos na Agricultura até fim do ano

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou hoje que “não está feliz” com o corte no orçamento da Pasta e que vai tentar recompor os recursos até o fim do ano. Conforme o Valor antecipou, a equipe econômica solicitou bloqueio de quase R$ 250 milhões do ministério no início do mês. Desde a semana passada, as primeiras tesouradas já retiraram quase R$ 190 milhões do caixa, de acordo com portarias publicadas no Diário Oficial da União, a maior parte em recursos destinados à Embrapa.

“A Embrapa não pode ficar sem recurso. Pesquisa e regularização fundiária, que são prioridades para o governo, precisam ter recurso. Vamos brigar até o último momento”, afirmou a ministra em evento virtual promovido pelo jornal “O Estado de S. Paulo” na manhã de hoje. Tereza Cristina ressaltou que conta com a ajuda dos parlamentares para retomar parte dos recursos. O seguro rural, outra política prioritária da Pasta, também foi afetado.

Esta semana, uma portaria do Ministério da Economia cancelou R$ 140 milhões destinados à Embrapa e R$ 24,3 milhões do Incra. No dia 11, outra publicação havia oficializado o corte de R$ 23,6 milhões dos recursos para fomento agropecuário.

As publicações falam que o dinheiro será direcionado para os ministérios da Economia, da Saúde, do Turismo e da Cidadania e para honrar encargos financeiros da União e de transferências a Estados, Distrito Federal e municípios. Os cortes, que afetam toda a Esplanada, também podem servir para fomentar o Pró-Brasil, programa de obras e infraestrutura para a retomada econômica do país pós-pandemia.

A ministra Tereza Cristina confia em um acordo feito com o time de Paulo Guedes para ser contemplada com R$ 300 milhões de crédito adicional por meio de um projeto de lei que o governo deve enviar ao Congresso Nacional ainda esse ano. Com isso, os valores bloqueados poderiam ser abatidos ao longo dos próximos meses e ainda sobrariam R$ 50 milhões, que poderiam ser usados para custear a possível contratação de 140 auditores fiscais federais agropecuários em outubro.

Fonte: Valor Econômico.

This post was published on 18 de setembro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

China pede correções após inspeções em frigoríficos

A auditoria remota feita por autoridades chinesas em frigoríficos brasileiros que estão com as vendas… Read More

22 de outubro de 2020

Ipea eleva estimativa para o crescimento do PIB da agropecuária

A produção recorde de soja na safra 2019/20 e a confirmação de colheitas robustas de… Read More

22 de outubro de 2020

Inmet lança aplicativo com informações meteorológicas para o setor agrícola

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou a versão do aplicativo SISDAGRO (Sistema de Suporte… Read More

22 de outubro de 2020

Produção sustentável nas metrópoles

Exposta pela greve dos caminhoneiros de 2018 e, em todas as suas cores, pela atual… Read More

22 de outubro de 2020

Fazendas urbanas conquistam consumidor

As fazendas urbanas estão colhendo mais do que ervas e verduras. Quatro operações ouvidas pelo… Read More

22 de outubro de 2020

Aula AO VIVO hoje 19h: As 7 estratégias da fazenda expressão, com lucro e legado

Hoje é a Aula 4: Intensivão AgroTalento: as 7 estratégias da fazenda expressão, com lucro… Read More

22 de outubro de 2020