Varejistas europeias descumprem acordo voluntário contra desmate, diz ONG
11 de julho de 2022
Quer fazer parte do nosso time?
11 de julho de 2022

Mercado de carnes continua aquecido em MS e exportações cresceram quase 50% este ano

As exportações sul-mato-grossenses de carne bovina registraram crescimento de 47% no primeiro semestre do ano, totalizando US$ 608,8 milhões de dólares. Em volume, o aumento em MS foi de 24,7% com 129.131 toneladas processadas nos frigoríficos diante de 103.540 toneladas do ano passado. Os dados foram levantados pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior) e divulgados na Carta de Conjutura da Semagro (Secretaria de Estado da Produção, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar (Semagro).

As vendas externas e aves também surpreendem em bons resultados. Neste ano, foram comercializadas 91.592 toneladas que somaram US$ 188,785 milhões no Estado. O volume é 28,4% superior em receita diante do mesmo período do ano passado.

Neste primeiro semestre, o país já atingiu US$ 12 bilhões em exportações de carnes. A demanda externa continua firme e, em alguns casos, a ocorrência de doenças em grandes produtores favorece o produto brasileiro.

Os Estados Unidos passam por um avanço da influenza aviária, que já atingiu 38 estados. Na Europa, além desta doença que afeta as aves, a região está sob a ameaça da peste suína africana.

Brasil

No País o aumento ficou em 52% em receita no acumulado dos seis primeiros meses de 2022 em comparação com o mesmo período de 2021. Os números são da ABIEC (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes) nesta semana.

De janeiro a junho desse ano, o faturamento com as vendas chegou a US$ 6,2 bilhões (R$ 33,4 bilhões na cotação de hoje), ante US$ 4,08 bilhões (R$ 22 bilhões) no mesmo período do ano anterior.

No País o montante avançou 21,5%, passando de 874 mil toneladas em 2021 para 1,06 milhão de toneladas até junho desse ano. No mesmo período, o preço médio da proteína cresceu 25,1%, passando de US$ 4,6 mil (R$ 24,78 mil) a tonelada para US$ 5,8 mil (R$ 31,25 mi) por tonelada.

Destinos

No primeiro semestre de 2022, o Brasil exportou carne bovina para 132 países, sendo que os principais compradores foram a China, com US$ 3,6 bilhões (R$ 19,4 bilhões), alta de 86% ante US$ 1,96 bilhão (R$ 10,56 bilhões) registrados no mesmo período de 2021. No mesmo período, o volume cresceu 35,3% e ficou em 540 mil toneladas ante cerca de 400 mil toneladas.

Na sequência estão os Estados Unidos, com faturamento de US$ 530 milhões no semestre, alta de 67% em relação aos US$ 317 milhões (R$ 2,8 bilhões) registrados no mesmo período de 2021. A alta no volume foi de 83%, com 78 mil toneladas ante 42,6 mil toneladas.

Fonte: Governo do Estado do Mato Grosso do Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.