Me tornei fundamental na fazenda trabalhando com a família

Marco Túlio é de Uberlândia, MG e trabalha na fazenda da sua família, herdada por sua mãe de seu bisavô no sul de Goiás. Eles trabalham com pecuária de cria.

Antes de trabalhar na fazenda da família, ele fez um estágio em uma empresa de consultoria, onde trabalhava com processo de sucessão. Lá, ele percebeu que esse era um processo que dava certo. Isso despertou nele esse olhar sobre a necessidade de ajudar a cuidar do que é dele.

Marco foi conversar com sua mãe, cheio de ideias, querendo implementar coisas novas, mas sua mãe lhe colocou um freio. Ela sabia que precisava confiar nele, mas ainda sentia medo. Quando ele entrou na fazenda já tinha alguns projetos que queria se envolver lá, mas não passava confiança, não sabia vender aquilo para as pessoas que precisavam se importar com aquele negócio.

Ele também tinha dificuldade de vender os bezerros, acabando cedendo a todas as condições impostas pelo comprador, porque ele sentia medo.

Marco já seguia o BeefPoint e já conhecia o AgroTalento. Então, resolveu se inscrever. O AgroTalento foi gerando a ele um auxílio para melhorar sua participação na fazenda da família para lidar com sua mãe. Ele passou a se tornar mais presente, mais necessário, passando a se tornar fundamental para o negócio.

O AgroTalento o ajudou demais a ter cada vez mais presença e a lidar cada vez melhor com as pessoas. Além disso, ele passou a incorporar cada vez mais o conceito de #LikeaBoss, ensinado por Miguel Cavalcanti, e passou a agir sempre dessa forma. Suas vendas melhoraram muito, porque ele passou a estar presente e a entender qual era seu produto, quem era seu cliente e como um poderia ajudar o outro.

O AgroTalento o ajudou a desenvolver confiança e coragem.

View this post on Instagram

Marco Túlio é de Uberlândia, MG e trabalha na fazenda da sua família, herdada por sua mãe de seu bisavô no sul de Goiás. Eles trabalham com pecuária de cria. Antes de trabalhar na fazenda da família, ele fez um estágio em uma empresa de consultoria, onde trabalhava com processo de sucessão. Lá, ele percebeu que esse era um processo que dava certo. Isso despertou nele esse olhar sobre a necessidade de ajudar a cuidar do que é dele. Marco foi conversar com sua mãe, cheio de ideias, querendo implementar coisas novas, mas sua mãe lhe colocou um freio. Ela sabia que precisava confiar nele, mas ainda sentia medo. Quando ele entrou na fazenda já tinha alguns projetos que queria se envolver lá, mas não passava confiança, não sabia vender aquilo para as pessoas que precisavam se importar com aquele negócio. Ele também tinha dificuldade de vender os bezerros, acabando cedendo a todas as condições impostas pelo comprador, porque ele sentia medo. Marco já seguia o BeefPoint e já conhecia o AgroTalento. Então, resolveu se inscrever. O AgroTalento foi gerando a ele um auxílio para melhorar sua participação na fazenda da família para lidar com sua mãe. Ele passou a se tornar mais presente, mais necessário, passando a se tornar fundamental para o negócio. O AgroTalento o ajudou demais a ter cada vez mais presença e a lidar cada vez melhor com as pessoas. Além disso, ele passou a incorporar cada vez mais o conceito de #LikeaBoss, ensinado por Miguel Cavalcanti, e passou a agir sempre dessa forma. Suas vendas melhoraram muito, porque ele passou a estar presente e a entender qual era seu produto, quem era seu cliente e como um poderia ajudar o outro. O AgroTalento o ajudou a desenvolver confiança e coragem. #agrotalento #eusouagrotalento #fazendaexpressao #tornatequemtues #likeaboss

A post shared by Miguel Cavalcanti (@mcavalcanti) on

Fonte: AgroTalento.


ou utilize o Facebook para comentar