Categories: Fique Atento

Luiz Roberto Zillo é premiado no Top Enipec

Na fazenda do produtor rural Luiz Roberto Zillo, em Cáceres, os gastos por arroba são cerca de 28% menores que a média de outras propriedades rurais. Para reduzir os custos para R$ 29, Zillo implantou o sistema de suplementação a pasto. Ele garante que a implantação do sistema é barata, prática e fácil de fazer. “Precisamos basicamente de cochos e locais para armazenar a ração. Não é preciso construir nenhuma outra estrutura”, diz.

A iniciativa implantada na Fazenda Santo Antônio foi inscrita no Top Enipec e levou a melhor. O prêmio, organizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), foi criado com o objetivo de valorizar os produtores que têm sistema de gestão na propriedade. O resultado foi divulgado nesta terça, no Enipec 2006 (Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária), que está sendo realizado no Centro de Eventos do Pantanal. De acordo com o coordenador do Enipec, Luiz Carlos Meister, a Famato, acredita que a situação do pecuarista só pode melhorar a partir de uma gestão eficaz. “Queremos estimular a participação dos produtores. Eles precisam mostrar o que está dando certo”, explica.

A propriedade recebeu um certificado e a fazenda foi indicada como unidade demonstrativa do sistema de gestão agropecuária. Além disso, o case de sucesso ganhará uma matéria na revista Produtor Rural. O sistema consiste na suplementação dos animais feita com uma ração, a base de resíduos da agricultura e de grãos. “Com isso evitamos o sistema sanfona do bovino, comum na época das secas e, também o descarte do rebanho que normalmente acontece em função da falta de capim”, explica o pecuarista que implantou a suplementação a pasto há seis anos em sua propriedade. Ele garante que até 2005 foi vantajoso, mas que 2006 é um ano atípico e que só poderá falar sobre as vantagens e desvantagens no fim do ano.

Zillo que também é zootecnista conta que tem recebido várias visitas. “Na região de Cáceres o sistema já foi bem divulgado. Também tenho recebido produtores de outros estados. Os tradicionais acreditam que é difícil de implantar o sistema, mas depois que faz a suplementação a pasto um ano, percebe que é fácil e barato”. Ele se inscreveu no Top Enipec porque acredita que é preciso divulgar os projetos que estão dando certo. “Além disso, a inscrição do meu projeto para o Top Enipec foi um desafio de vida”. As informações são de Maria Angélica Oliveira, para a Assessoria de imprensa Enipec e Conbravet.

This post was published on 11 de maio de 2006

Share

Recent Posts

Mercado de carne de frango tem Recuperação frágil após tempestade Covid-19, diz Rabobank

A indústria avícola global está se recuperando gradualmente de uma tempestade que ocorreu no primeiro… Read More

7 de julho de 2020

Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos

Sob escrutínio das autoridades devido à propagação da covid-19 entre funcionários, os frigoríficos brasileiros podem… Read More

7 de julho de 2020

Brasil cobra do Japão abertura de mercado para carne e melão

O Brasil e vários outros países cobraram do Japão, mais uma vez, maior abertura de… Read More

7 de julho de 2020

Boi: 50% dos pecuaristas podem deixar a atividade até 2040, diz Embrapa

Um dos pilares do agronegócio brasileiro, a cadeia da pecuária de corte movimentou o correspondente… Read More

7 de julho de 2020

Exportação de carne bovina bate recorde

As exportações brasileiras de carne bovina (in natura e processada) somaram 172,36 mil toneladas em… Read More

7 de julho de 2020