Categories: Giro do Boi

Instalação de estações meteorológicas na reta final no RS

O Rio Grande do Sul recebeu três novas estações meteorológicas nos municípios de São Borja, Bossoroca e Jaguari na última semana. Elas vão fazer o monitoramento das condições climáticas em tempo real. Até dezembro vão ser 20 estações espalhadas no estado, gerando dados diversos sobre umidade, temperatura, vento, chuva, radiação, entre outros.

As estações estão sendo instaladas em regiões onde ocorreram registros de deriva do 2,4D. E são fruto de uma parceria entre a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Ministério Público Estadual e empresas de herbicidas. Além de parcerias locais com prefeituras, universidades e sindicatos.
“Uma rede de estações, quanto mais densa, quanto maior ela for, melhor serão as informações geradas por ela. Então, além das estações ajudarem a monitorar as condições ideais para fazer a aplicação do 2,4D e qualquer outro produto fitossanitário, elas vão melhorar o monitoramento agroclimático do estado, disponibilizando assim uma informação mais segura para o produtor do Rio Grande do Sul’, afirma Flávio Varone, meteorologista da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

“O Rio Grande do Sul enfrente diversos desafios climáticos com frequência, desde estiagem até excesso de chuvas, granizo, geadas etc. Não podemos interferir na natureza, mas com a instalação das unidades de monitoramento teremos mais facilidade me prevenir estragos e amenizar impactos. Um bem valiosíssimo para todos os agricultores gaúchos’, destaca o secretário Covatti Filho.

Na próxima sexta-feira (20), devem ser instaladas as estações de São Francisco de Paula e Caxias do Sul, sendo a de Caxias em parceria com Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA), da Seapdr. A estação deve gerar dados para o projeto do Lúpulo que está implementado (veja aqui mais informações).

E as últimas duas estações a serem instaladas são nos municípios de Porto Vera Cruz e Aceguá.

Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro): A partir da instalação das estações meteorológicas, o Rio Grande do Sul terá nos próximos meses um sistema próprio que vai gerar informação de tempo e clima próprios. É o Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro).

De acordo com Varone, ”nós vamos gerar produtos para todos os municípios do Rio Grande do Sul. São 497 ao todo. Vamos gerar, além do índice de aplicação do 2,4-D, os mais diversos produtos como monitoramento da ferrugem da soja, algum produto para o arroz, a oliveira, a uva, entre outras culturas”. O sistema estará disponível gratuitamente para o produtor gaúcho através do site da secretaria.

Fonte: SEAPDR.

This post was published on 20 de novembro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Marfrig deve iniciar a construção de seu frigorífico no Paraguai antes de julho

A Marfrig Global Foods está avaliando o início da construção de sua planta de frigorífica… Read More

18 de janeiro de 2021

Vendedores de carne bovina conseguem emplacar alta no atacado

Após as tentativas de emplacar novas altas nos produtos no atacado, a ponta vendedora finalmente… Read More

18 de janeiro de 2021

Consumo doméstico tímido e demanda externa aquecida definem preços da carne

Na primeira quinzena de janeiro, o preço da arroba registrou alta de 48% e a da… Read More

18 de janeiro de 2021

Governo de São Paulo revoga aumento de ICMS no agronegócio

O governo de São Paulo publicou hoje no Diário Oficial do Estado três decretos que… Read More

18 de janeiro de 2021

FGV prevê alta da produção agroindustrial em 2021

Embora tenha voltado a subir em novembro, o resultado final do Índice de Produção Agroindustrial… Read More

18 de janeiro de 2021

Imposto com alíquota cheia sobre insumos faz surgir impasse em Goiás

Apesar de o Convênio 100/1997 - que autoriza a isenção nas operações internas e reduz… Read More

18 de janeiro de 2021