Categories: Reprodução

Influência da expressão de estro na taxa de concepção de vacas de corte submetidas à IATF

No artigo “Fatores associados à resposta ovariana e à fertilidade de vacas de corte submetidas à IATF” publicado no dia 30 de setembro de 2008, apresentamos fatores que podem afetar a resposta aos protocolos para inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Neste mês iremos apresentar outro trabalho desenvolvido pelo nosso grupo de pesquisa, cujo objetivo foi estudar o efeito da exibição de estro (cio) na taxa de concepção de vacas Nelores submetidas à IATF.

Sabe-se que o uso de ferramentas práticas que possibilitem maximizar a produtividade da fazenda é de extrema necessidade na atualidade. Assim, a avaliação do efeito da exibição de estro em protocolos de IATF em vacas Nelore (Sá Filho et al., IRAC 2009) pode esclarecer a importância desse parâmetro na eficiência de resposta a esses protocolos, potencializando seu uso em situações específicas.

Nesse estudo, três experimentos foram realizados. No Experimento 1 foram utilizadas 638 vacas tratadas com dispositivo intravaginal de progesterona associado ao benzoato de estradiol no início do protocolo (D0). No dia 8, o dispositivo intravaginal foi removido e PGF2α, eCG e cipionato de estradiol (CE) foram administrados. Neste mesmo momento, todos os animais foram marcados dorsalmente com bastão marcador entre a tuberosidade sacral e a inserção da cauda e, 54 horas após, foram inseminados em tempo fixo. Os animais que apresentaram remoção da tinta na região marcada (exibição de estro) apresentaram taxa de concepção maior (62,5%; 283/453) que os animais que não exibiram estro (40,6%; 69/170; P2α e eCG. Neste mesmo momento, os animais foram divididos em três grupos: Grupo GnRH (n=99; uma dose de GnRH no momento da FTAI), Gupo CE (n=93; 0,6 mg de cipionato de estradiol no momento da retirada do dispositivo de progesterona) e Grupo CE+GnRH (n=94; ambos os tratamentos). Assim como no Experimento 1, todos animais foram marcadas com bastão marcador e inseminados em tempo fixo. Após a análise dos dados, observou-se que o uso do cipionato de estradiol aumentou a porcentagem de vacas que exibiram estro [CE=74,1% (69/93); CE+GnRH=66,0% (62/94) e GnRH=33,3% (33/99); (PBos indicus lactantes. O uso de bastões marcadores pode ser uma alternativa prática e econômica para detectar a expressão de estro durante programas de IATF. Ainda, o registro da expressão de estro pode ser usado como importante ferramenta para otimizar o uso de doses caras de sêmen ou no emprego de sêmen de qualidade superior ou ainda de sêmen sexado.

This post was published on 30 de outubro de 2009

Share

View Comments

  • Ayres na prática seria o caso de observar o cio com rufiões apos retirada do dispositivo e inseminar somente as vacas que apresentaram cio ? Este manejo pode economizar aplicação de doses de semen aumentando a taxa de serviço ?

  • Opa, importante este trabalho, pois já tinha observado isto aqui na prática, parabéns.......

    Tenho colocado rufiões, mais vejo q eles ficam um pouco "perdidos", pois sabemos q tem algumas fmeas q aceitam a monta varias vezes....ok

    Como seria este bastões marcadores ?

  • Outra coisa, este animais q foram observados em estro foram inseminados antes dos q não entram em estro, houve um aparte pra insemina-los, ou não...???

  • Prezado Douglas Cavalheiro Pfau

    obrigado pelas consideracoes.

    Como foi comentado no artigo, todos os animais foram inseminados em tempo fixo 54 horas apos a retirada do dispositivo de progesterona.

  • Prezado Henderson e Roberta
    Gostaria de cumprimentá-los pelo excelente artigo. Este assunto está na crista da onda e muito se discute sobre ele. Suas colocações são muito elucidativas.

    Parabéns !!!

    Enrico Lippi Ortolani
    Prof. Titular da FMVZ-USP
    São Paulo

  • Qual a explicação endocrinofisiologica para este aumento na taxa de prenhez? A manifestação deste cio não poderia ser "mascarado" pela aplicação de ECP? Este medicamento não poderia levar a manifestação de cio acompanhado ou não de ovulação?

    Atenciosamente,
    Ronaldo Mendonça dos Santos.

Recent Posts

SP e GO registra aumento dos custos de produção de bovinos confinados

Na 38 a edição do Informativo do Índice de Custo de Produção de Bovinos Confinados… Read More

7 de agosto de 2020

Paraguai: anunciada a construção de um frigorífico de última geração

Dois dos maiores fazendeiros do Paraguai, Horacio Cartes (ex-Presidente da República) e Maris Llorens (ex-proprietária… Read More

7 de agosto de 2020

Pandemia reforça demanda do consumidor por carne bovina, diz líder da indústria dos EUA

A pandemia de Covid-19 reforçou poderosamente a demanda do consumidor norte-americano por carne bovina, disse… Read More

7 de agosto de 2020

Atenção sanitária deixa frigoríficos de carne bovina em alerta constante

Fiscalizações diárias e até de surpresa, além de um forte esquema de higienização e monitoramento… Read More

7 de agosto de 2020

DTechEX: Carne à base de células não será comum até 2040

As carnes criadas em laboratório a partir de células animais não devem ser compradas pelos… Read More

7 de agosto de 2020

Mundo da fantasia – Por Gil Reis

Recentemente uma notícia foi veiculada de forma bombástica pela mídia internacional, em retaliação ao “desmatamento… Read More

7 de agosto de 2020