Indústria pecuária da Austrália está em período de transição

A indústria pecuária da Austrália está em meio a uma transição significativa após um período de crescimento quase sem precedentes nos preços dos bovinos, combinado com um aumento seguido por uma retração nas taxas de abate, de acordo com dados do NAB Group Economics.

As taxas de abate começaram a aumentar em 2013 à medida que as condições de seca começaram a afetas Queensland e outros locais, forçando alguns produtores a reduzir os níveis do rebanho. Em 2014, a demanda dos Estados Unidos aumento à medida que o rebanho americano diminuiu após uma importante seca nos estados produtores de gado do país. Isso pressionou os preços de exportação da carne e, mais tarde, os preços domésticos nos leilões australianos, para muito para cima. A desvalorização do dólar australiano no período forneceu mais suporte aos preços.

Entretanto, a confluência dos fatores acima reflete em grande parte um dos seguintes eventos. Desde meados de 2015, as taxas de abate australiano se retraíram devido à escassez de animal, o mercado de exportação dos Estados Unidos se retraiu com relação ao seu pico em setembro do ano passado e, embora tenha sido previsto que o dólar australiano cairia para cerca de 67 centavos de dólar americano até o final do ano, a maioria do ajuste da moeda já ocorreu.

O NAB previu que os preços nos leilões australianos continuarão altos nesse ano, mas com queda nos volumes, e o valor das exportações de carne bovina da Austrália deverá cair em 10,4% em 2016-17. Isso parece ser um pouco positivo aos preços de exportação aos Estados Unidos, dada a crescente oferta de carne bovina americana.

Fonte: NAB Group Economics ,traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar