Índice de preços dos alimentos da FAO diminuiu levemente em novembro

O índice de preços dos alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) atingiu a média de 175,8 pontos em novembro de 2017, baixou fracamente (0,5%) em outubro, mas ainda quase 4 pontos (2,3%) acima do período correspondente do ano passado.

Um aumento acentuado nas cotações de açúcar e de óleo vegetal foi em grande parte compensado por uma queda nos valores lácteos, enquanto os preços internacionais de cereais e produtos à base de carne permaneceram relativamente sem mudanças.

O Índice de Preços de Carne da FAO teve uma média de 173,2 pontos em novembro, quase inalterado em relação ao seu valor de outubro revisado.

As cotações de preços internacionais para a carne suína enfraqueceram pelo terceiro mês consecutivo, devido à lenta demanda de importação e às grandes disponibilidades de exportação. Da mesma forma, as cotações da carne ovina caíram pelo segundo mês consecutivo, em grande parte devido ao aumento contínuo do estoque de carne na Oceania.

Em contrapartida, os preços da carne bovina aumentaram pelo terceiro mês consecutivo, suportados por fornecimentos limitados da Oceania. Os preços nos mercados de carne de aves permaneceram estáveis.

Fonte: FAO, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.


ou utilize o Facebook para comentar