Governo reduz imposto de importação de vários produtos, incluindo carne
24 de maio de 2022
Reveja a entrevista de Fala Carlão com Humberto Tavares: “precisa convencer a sociedade que a gente não é o bandido”
24 de maio de 2022

Imposto sobre a carne está sendo avaliado na Holanda

O ministro da Agricultura holandês, Henk Staghouwer, está investigando a introdução de uma taxa sobre a carne. Ele está analisando a “viabilidade da medida”, disse o ministro em carta ao parlamento sobre política alimentar. O plano de Staghouwer não pode contar com o apoio de todos os partidos da coalizão. O VVD e o CDA são contra. Eles querem encorajar as pessoas a fazer “escolhas mais sustentáveis ​​e saudáveis”, que Staghouwer também mencionou como uma opção.

Staghouwer quer que os rendimentos de uma taxa de carne sejam destinados aos criadores de gado, que podem usar o dinheiro para torná-los mais sustentáveis. Um estudo anterior encomendado pelo Ministério da Agricultura mostrou que um imposto sobre a carne que beneficie especificamente os produtores orgânicos pode ser uma medida eficaz.

No acordo de coalizão, o Gabinete já disse que queria cobrar um imposto extra sobre bebidas açucaradas e eliminar o IVA sobre frutas e legumes. Dessa forma, “os consumidores podem ser incentivados a fazer escolhas acessíveis, mais saudáveis ​​e mais sustentáveis”, pensa Staghouwer.

A “conveniência” e o “hábito” também desempenham papéis importantes nas escolhas dos consumidores. O Gabinete, portanto, também quer diminuir o limite para que as pessoas façam escolhas saudáveis ​​nos supermercados “por, por exemplo, definindo uma porcentagem mínima de alimentos sustentáveis ​​e/ou orgânicos nas prateleiras”. Uma avaliação da política dos últimos anos mostrou que é importante estabelecer metas concretas. O governo também quer trabalhar nisso.

Como exemplo, Staghouwer mencionou a meta de os consumidores obterem 50% de suas proteínas de animais e 50% de vegetais, em vez da proporção atual de 60% de proteínas animais e 40% de proteínas vegetais. Esse objetivo não é definitivo, enfatizou. “Se desenvolvimentos ou novos insights significam que é necessário um aperto ou aceleração de uma meta, isso pode levar a uma reconsideração”.

O VVD e o CDA são contra a ideia de um imposto sobre a carne. CDA MP Derk Boswijk chamou de “não é o caminho certo” para alcançar escolhas mais sustentáveis ​​e saudáveis. “Os mantimentos devem permanecer acessíveis agora e no futuro”, disse ele. No que diz respeito a Boswijk, o Gabinete deveria se concentrar em mais “conscientização”.

VVD MP Thom van Campen também quer pisar no freio. “Não podemos apoiar o caminho unilateral em direção a um imposto sobre a carne que agora está sendo adotado”. Ele quer que o ministro investigue outras opções “porque os mantimentos devem permanecer acessíveis para todos”.

Fonte: NL Times, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.