Importações russas de subprodutos de carnes continuam crescendo

As importações de miúdos de carnes pela Rússia sempre foram importantes para os consumidores e processadores do país, representando uma fonte barata de proteína para a população de baixa renda. Isto foi especialmente verdadeiro durante o período de transição desde a crise econômica de 1998. Como mostra a tabela abaixo, as importações de miúdos cresceram mais de três vezes no período entre 1999 e 2002.


Por produtos, os Estados Unidos são os maiores exportadores de fígado bovino para a Rússia, cobrindo mais de 80% do total importado pelo país. Dois outros grandes exportadores, Canadá e Austrália, estão logo em seguida.


Os carregamentos em 2003 deverão aumentar de forma significativa em relação aos de 2002, à medida que o comércio de miúdos não é limitado pelas cotas de importação de carnes impostas pela Rússia a 1º de abril de 2003.

A redução da oferta de carnes será compensada pelo aumento das importações de miúdos, especialmente no final do ano, quando os importadores estiverem com suas cotas esgotadas.

Fonte: Serviço Agrícola Estrangeiro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (FAS/USDA), adaptado por Equipe BeefPoint


ou utilize o Facebook para comentar