Hambúrguer vegetal da Marfrig chegará ao Uruguai este ano

Atualmente, a Marfrig Global Foods está recebendo a primeira carga de hambúrgueres vegetais com sabor carne e estima que o produto será lançado no Uruguai no final do ano ou no início do próximo ano, através da rede Burger King. Os hambúrgueres de legumes da Marfrig já foram lançados no Brasil e estão sendo promovidos na feira alemã Anuga.

A Marfrig é a maior produtora de hambúrgueres do mundo e a empresa líder no segmento de carne bovina, mas está inovando no segmento de carnes vegetais.

O produto faz parte de um acordo com a American Archer Daniels Midland Company (ADM), considerada um dos maiores processadores agrícolas e fornecedores de ingredientes alimentares do mundo.

O gerente de marketing e industrializado da Marfrig, César Miranda, confirmou que “certamente até o final do ano ou em 2020 eles estarão nos restaurantes da rede Burger King”, uma vez que a Marfrig é fornecedora dessa rede de hambúrgueres.

“Faremos o hambúrguer vegetal para eles e estamos testando o produto para apresentá-lo”, acrescentou o executivo.

A Marfrig também está projetando “uma estratégia de marca regional para varejo, consumo e gastronomia”, disse Miranda.

No momento, além do sucesso alcançado pelo produto em Anuga e no mercado brasileiro, a Marfrig fará “um pré-lançamento para o Burger King”.

Como ainda está em processo de registro e é necessário definir parte da nomenclatura – não está claro se será permitido definir como hambúrguer -, não está definido o momento da importação para lançá-lo no mercado. “É provável que em 10 dias o primeiro teste seja feito para preparar o lançamento que será antes do final do ano. Ainda não há uma data clara ”, confirmou Miranda.

A produção de hambúrgueres vegetais é feita na Unidade Marfrig em Várzea Grande (Mato Grosso) e parte da base da fábrica sairá diretamente da fábrica da ADM em Campo Grande para a fábrica da Marfrig.

Marcelo Secco, CEO da Marfrig para o Cone Sul, disse em Anuga que “é um produto 100% vegetal” e esclareceu que “há muitas coisas que influenciam o custo, mas, neste caso, o custo está bem acima do que o do hambúrguer de carne. “

Secco esclareceu que o hambúrguer vegetal não compete com o hambúrguer tradicional, embora tenha admitido que “compete como alimento, mas é um produto que vemos como complemento em uma empresa do setor de alimentos que está inovando constantemente”.

O executivo disse que todo o material técnico “está em fase final de desenvolvimento” e disse que os hambúrgueres vegetais apresentados na feira de Anuga “são apenas algumas versões. Já foi lançado no Brasil e está presente em vários países da América Latina, a União Europeia, além de enviar algumas amostras para o Japão. ”

No início de agosto, quando o acordo entre as duas empresas foi firmado, Eduardo Miron, CEO da Marfrig Global Foods, disse que procurava “dar ao consumidor o poder de escolha” e esclareceu que “o hambúrguer vegetal com sabor de carne chega para complementar o portfólio de produtos da Marfrig e atender a todos os canais de mercado em que operamos ”.

Por sua vez, Roberto Ciciliano, presidente da ADM Nutrition na América Latina, disse após a fusão que a empresa que dirige “oferece ingredientes naturais e soluções tecnológicas, inclusive com a vantagem da fabricação local, para antecipar as tendências do setor e atendr às necessidades de nossos clientes de maneira personalizada. Somos o aliado ideal para apoiar e incentivar o desenvolvimento sustentável da indústria de alimentos, especialidades e nutrição saudável ”, afirmou. A Mafrig lançará uma marca específica para produtos vegetais.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar