Categories: Dicas de Sucesso

Formulação de estratégias para a empresa rural

Geração, avaliação e seleção de alternativas estratégicas

Planejar é decidir antecipadamente o que deve ser feito na empresa. O planejamento deve ser elaborado para todos os níveis: estratégico, gerencial e operacional.

O planejamento estratégico não se ajusta apenas às grandes empresas. Ele é importante para sobrevivência e o desenvolvimento de qualquer organização seja ela urbana, rural, grande, média ou pequena. É um instrumento utilizado para que a empresa possa aproveitar as suas oportunidades e reduzir os seu riscos se adequando as constantes transformações que ocorrem no cenário mundial.

Pode ser considerado como um processo dinâmico por meio do qual são definidos caminhos que a empresa deverá trilhar, levando em conta a análise do seu ambiente e em consonância com a sua razão de existir, a fim de construir o seu futuro desejado. Apesar de ser um planejamento destinado ao futuro, em todas as empresas, as atividades de planejamento resultam sempre de decisões presentes. Estas decisões são tomadas a partir da análise do impacto que elas terão no futuro, o que proporciona uma dimensão temporal de alto significado.

Todo planejamento, em qualquer nível, deve ser bastante flexível para atender as constantes mudanças que ocorrem, não somente nas condições internas da empresa rural, como também, nos ambientes, geral e operacional. Pretende-se com o planejamento estratégico traçar objetivos de longo prazo e definir meios e ações para alcançá-los. O resultado do planejamento estratégico consiste na elaboração de um documento, denominado Plano Estratégico, no qual são consolidadas todas as informações geradas durante o processo de planejamento.

Para delinear um plano estratégico, as empresas têm de considerar as seguintes questões:

– Qual é a situação atual da empresa (ambiente interno)?
– Qual a situação atual do mercado, incluindo a análise do ambiente geral e operacional?
– Quais devem ser as prioridades da empresa?
– Quais são as estratégias de acordo com os objetivos da empresa?

Etapas do Planejamento Estratégico

O planejamento estratégico costuma ter um horizonte de três a cinco anos, geralmente sendo desdrobado em três linhas de ação:

– Análise interna e externa;
– Revisão das opções estratégicas disponíveis para a empresa e seleção de prioridades;
– Formulação de objetivos e planos de trabalho para atender as prioridades estratégicas.

Não existe uma metodologia universal de planejamento estratégico. A metodologia aplicada deve ser adaptada de acordo com a necessidade da empresa, a fim de estar em sintonia com o seu ambiente operacional.

A Análise SWOT (em que o termo SWOT é uma sigla inglesa para Forças ou Pontos Fortes (Strengths), Fraquezas ou Pontos Fracos (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats)), cuja criação é atribuída a Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, consiste num modelo de avaliação da posição competitiva de uma empresa no mercado. Essa avaliação da posição competitiva é efetuada através do recurso a uma matriz de dois eixos (o eixo das variáveis internas e o eixo das variáveis externas), cada um dos quais composto por duas variáveis: pontos fortes (Strenghts) e pontos fracos (Weaknesses) da organização; oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats) do meio envolvente.

A Análise SWOT possui as seguintes vantagens:

Simplicidade: Pode ser conduzida sem treinamento ou habilidades técnicas extensivas.

Custos Menores: Sua simplicidade elimina a necessidade e as despesas envolvidas no treinamento formal.

Flexibilidade: Pode ser desempenhada com ou sem sistema de informações ou banco de dados.

Integração: Habilidade de integrar e sintetizar tipos diversos de informações, quantitativas e qualitativas, de várias áreas da empresa.

Colaboração: Tem a habilidade de estimular a colaboração entre as áreas funcionais da empresa.

Ao construir a matriz as variáveis são sobrepostas, facilitando a sua análise e a procura de sugestões para a tomada de decisões, sendo uma ferramenta imprescindível na formação do Plano Estratégico. Os pontos fortes e fracos são determinados pela posição atual da empresa. Quase sempre, estão relacionados a fatores internos. Já as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos.

Na análise interna serão definidos os pontos fortes da empresa que podem ser manejados para buscar oportunidades ou para neutralizar ameaças futuras e os pontos fracos que fragilizam a unidade e que podem vir a ser objeto de ações estratégicas de estruturação e fortalecimento institucional. A análise é focada na unidade, considerando os recursos relacionados a produção, finanças, recursos humanos, comercialização e marketing.

O ambiente interno pode ser controlado pelos dirigentes da empresa, uma vez que ele é resultado das estratégias de atuação definidas pelos seus próprios membros. Desta forma, durante a análise, quando for percebido um ponto forte, ele deve ser ressaltado ao máximo; e quando for percebido um ponto fraco, a empresa deve agir para controlá-lo ou, pelo menos, minimizar seu efeito.

Este trecho faz parte do Curso Online Análise de Investimentos no Agronegócio, que tem como instrutores os engenheiros agrônomos Marcelo Costa Martins, que é Ms. em Economia, e ex-assessor técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), e Gustavo Beduschi, atualmente é pesquisador responsável pela área de leite no CEPEA/ESALQ/USP. Já trabalhou como consultor técnico pela Guarita (Rondonópolis – MT), pela Parmalat e pela COONAI (Cooperativa Nacional Agroindustrial). Atuou também como consultor técnico-gerencial autônomo em propriedades produtoras de leite.

O Curso Online Análise de Investimentos no Agronegócio tem como objetivo apresentar ferramentas de planejamento, organização, direção e avaliação aplicadas ao agronegócio. Saiba quais investimentos proporcionam índices de produtividade e geram mais lucros. Aprenda a avaliar os investimentos e seja um empreendedor do setor de agronegócios.

O Curso Online Análise de Investimentos no Agronegócio terá início no dia 30 de agosto e irá abordar os seguintes temas: estratégia empresarial, análise da empresa rural, formulação de estratégias para a empresa rural, análise econômica de empresas rurais e planejamento financeiro.
Conheça a programação completa deste curso!

Faça sua inscrição agora mesmo!

This post was published on 4 de agosto de 2010

Share

View Comments

  • Tenho encontrado aqui no beefpoint excelentes artigos e comentários que realmente têm me dado um ótimo suporte para a condução dos meus estudos. Venho aqui parabenizar à todos os organizadores e colaboradores do site. Parabéns.

Recent Posts

Chegou a sua chance de mudar o jogo da fazenda

Se você quer… 📍 Ter uma fazenda com mais lucro, satisfação, reconhecimento com mais harmonia.… Read More

5 de março de 2021

Uruguai: INAC considera exportar para países do Sudeste Asiático

O Instituto Nacional de Carnes (INAC) do Uruguai está explorando a possibilidade de facilitar exportações… Read More

5 de março de 2021

Senador dos EUA proporá lei que impede importação de commodities associadas a desmatamento

Os Estados Unidos deverão discutir em breve um projeto de lei para impedir que o… Read More

5 de março de 2021

Votação na Suíça pode definir peso de exigências ambientais

Pela primeira vez os suíços vão votar sobre um acordo comercial. A consulta popular a… Read More

5 de março de 2021

Rastrear fornecedores indiretos de gado demanda ‘várias engrenagens’, diz membro do comitê de sustentabilidade da Marfrig

O rastreamento dos fornecedores indiretos de gado dos frigoríficos para zerar o desmatamento nessa parcela… Read More

5 de março de 2021

Nova cepa de peste suína africana na China preocupa analistas

Uma nova cepa do vírus causador da peste suína africana (ASF) identificada na China tem… Read More

5 de março de 2021