Faxcarne apresentou na China projeções crescentes de oferta do Mercosul

Em uma reunião lotada na cidade de Xangai, a publicação Faxcarne projectou um aumento no volume de exportações de carne bovina países do Mercosul este ano, superando pela primeira vez 3,5 milhões de toneladas de peso de carcaça, mais de um milhão de toneladas acima das outras grandes regiões exportadoras, no caso da Oceania ou da América do Norte.

Rafael Tardáguila, editor Faxcarne disse que os volumes de exportação do Brasil e da Argentina vão aumentar este ano, 6% e 14%, respectivamente, enquanto esperava um declínio moderado de 3% nos embarques do Uruguai, devido à expectativa de uma redução do abate por menor oferta de gado terminado.

A competitividade dos exportadores no Brasil e principalmente na Argentina será alta em comparação à demanda interna, aumentando o saldo exportável. Além disso, isso é agravado pelo aumento da demanda internacional da China pelo déficit de proteína animal causado pela epidemia de peste suína africana.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar