Empresas de carnes enfrentam impasse com ‘veto’ a milho dos EUA
22 de abril de 2021
Ministra da Agricultura diz que Brasil não passará vergonha em cúpula do clima
22 de abril de 2021

Estudo comprova eficácia do uso de promotores de crescimento em bovinos

A escolha correta de um promotor de crescimento, aliada a uma pastagem de qualidade, pode fazer com que uma fazenda consiga produzir até 1,1 arroba a mais por animal ao ano, o que permite a ampliação da oferta sem a necessidade de recorrer ao aumento do rebanho bovino mesmo em um período como o atual, de transição da época de chuvas para um clima mais seco. 

Foi o que apontou estudo conduzido por pesquisadores da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) e financiado pela Elanco Saúde Animal, uma das maiores indústrias veterinárias que atuam no país. “O trabalho comparou os efeitos da administração de três promotores de crescimento no gado de corte a pasto, sob os aspectos do ganho de peso dos animais e maior produtividade para a fazenda, com redução de custos e impactos sobre o meio ambiente”, informou a Elanco, em nota. 

Luiz Ernesto Emiliani, veterinário e consultor técnico da empresa, afirma, na nota, que o estudo durou 140 dias e envolveu 164 novilhos da raça Nelore. “Inserimos dados do estudo em um simulador e verificamos um potencial de redução de até 12% no custo da arroba produzida e de aumento de até 82% do lucro por hectare, a partir do uso do aditivo com a molécula narasina, avaliada no experimento”, diz ele.

A Elanco destaca, ainda, que o estudo foi o destaque da capa deste mês do “Journal of Animal Science”, principal publicação especializada no segmento de saúde animal do mundo

Fonte: Valor Econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *