Categories: AgroTalento

Dois fatores que acabam com o lucro do produtor motivado

Existem dois fatores esquecidos e muito importantes que acabam com o lucro do produtor motivado.

Existem algumas arapucas que podem pegar o produtor motivado. Isso porque, só cai em arapuca, o produtor que está se mexendo, buscando, fazendo. Ou seja, somente aqueles que estão motivados.

O produtor que desistiu e que está desanimado não cai nessa arapuca. Nessa arapuca, só cai quem está fazendo. E é isso que me incomoda! A pessoa está buscando, investindo, e é justamente ela que toma na cabeça!

Praticamente em nenhum lugar do Brasil se fala em lucratividade para produtores, falando muito sobre produção. Dessa forma, na maioria dos lugares, os produtores motivados estão falando de produção.

O produtor motivado está, portanto, tentando aumentar sua produção. Ao fazer isso, acontecem duas coisas que são esquecidas e que acabam com o lucro do produtor.

1) Aumenta o risco

O aumento da produção aumenta o risco, pois provavelmente o produtor está comprando mais insumos em mais velocidade e em maior valor. Além disso, ele está vendendo mais produção em mais velocidade.

Com isso, o risco do negócio aumenta. O risco de compra, de gerenciamento e de venda.

Para continuar no mesmo nível de maestria quando sai de uma produção média para uma produção alta, é necessário melhorar muito a capacidade de gerenciamento de risco. Especialmente o risco de compra de insumos que, em sua maioria no agro, são dolarizados. Assim, você precisa ficar bom em comprar coisas dolarizadas.

Com o aumento da velocidade de venda, muitas vezes é necessário comprar mais produtos. Dependendo do produto, quanto mais você compra, mais fácil comprar mais barato. Tem outros que, dependendo do volume, mais difícil comprar mais barato.

Um exemplo é a compra de bezerros. Se você precisa comprar mil bezerros na sua região, é uma coisa. Se você tem que comprar 10 mil, gera uma inflação na sua região. Com isso, aumentam as chances de você comprar mais caro, mais longe, mais demorado e com pior qualidade.

Na hora da venda é a mesma coisa. Sua habilidade de vender alguns produtos não varia muito com a quantidade. Outros produtos, quanto mais você tem, mais difícil é de vender. Ou quanto mais você tem, mais precisa escalonar, acompanhar e dominar a venda.

O ponto é que você aumenta o seu risco. Não tem nada de errado nisso. Não sou contra a produtividade, mas se você esquecer desse fator, está se expondo a um risco desnecessário para quem quer ter lucro.

Se seu único objetivo é bater recorde de produtividade e ficar orgulhoso e feliz porque está produzindo mais, tudo bem. Mas o meu aluno, meu cliente, não quer isso. Aumentar a produtividade é uma ferramenta para aumentar o resultado.

2) Aumenta a exigência de competência da equipe

A maioria das pessoas fala que está muito difícil ter mão-de-obra qualificada para trabalhar na fazenda. A tecnologia mais importante da fazenda é o vaqueiro, é a equipe. São as pessoas. Assim, quanto mais tecnologia e produção você coloca na sua fazenda, é como se tivesse um carro que será pilotado cada vez mais em alta velocidade.

Esse carro será parcialmente pilotado por você. Assim, você tem que ser um piloto cada vez mais hábil em pilotar em alta velocidade. Sua equipe também precisa ser mais hábil em pilotar em alta velocidade.

Isso é o fator execução. O quão bem você e sua equipe estão capacitados em pilotar a execução desse processo de compra de insumos, produção, redução de desperdícios e de tocar a venda da produção de forma mais acelerada.

This post was published on 13 de janeiro de 2020

Share
Published by
Miguel da Rocha Cavalcanti

Recent Posts

Convite: 12º Workshop AgroTalento: Como fazer a gestão profissional da sua fazenda

Para produtores apaixonados pelo agro que querem ter mais gestão na sua fazenda, nós temos… Read More

5 de agosto de 2020

Urge um papo reto – Por André Bartocci

Urge um papo reto. Sobre Comunicação e a nossa necessidade de ser compreendido pela sociedade, que… Read More

5 de agosto de 2020

JBS doa 50 mil cobertores e mais de 94 mil kits de higiene e limpeza ao Fundo Social de São Paulo

–A JBS, por meio do seu programa de responsabilidade social “Fazer o Bem Faz Bem… Read More

5 de agosto de 2020

Beyond Meat teve prejuízo de US$ 10 milhões no 2º trimestre

A Beyond Meat registrou prejuízo líquido de US$ 10,2 milhões no segundo trimestre (encerrado em… Read More

5 de agosto de 2020

Custo do “prato feito” consumido em casa subiu quase 4% em São Paulo entre janeiro e junho

A quarentena exigida para tentar conter a disseminação da covid-19 motivou a alta do custo… Read More

5 de agosto de 2020