Deixe as pessoas comerem carne vermelha o quanto quiserem, diz ministra da Saúde da Noruega

A nova ministro da saúde da Noruega criticou a “polícia moral” e disse que as pessoas deveriam poder comer o máximo de carne vermelha que quiserem.

Em seus primeiros dias como ministra da saúde do país, Sylvi Listhaug deixou implícito que não deveria ser dito aos noruegueses o que fazer quando se trata de saúde.

Os comentários vêm como parte de uma entrevista com Ms Listhaug conduzida pela emissora norueguesa NRK.

A mídia observou que ela estava comendo carne vermelha, uma opção de alimento que se tornou fora de moda nos últimos tempos devido às questões de saúde e aos efeitos ambientais.

“Meu ponto de partida para isso com a saúde pública é muito simples”, disse ela à emissora: “Eu não pretendo ser a polícia moral e não direi às pessoas como viver suas vidas, mas pretendo ajudar as pessoas a obter informações que forma a base para fazer escolhas.”

“As pessoas devem poder fumar, beber e comer tanta carne vermelha quanto quiserem. As autoridades podem gostar de informar, mas as pessoas sabem muito bem o que é saudável e o que não é saudável, eu acho ”.

Enquanto isso, a Sociedade Norueguesa de Câncer disse à NRK que sua postura irá “restaurar a saúde pública por muitas décadas”.

Antes de seu novo papel, Sylvi Listhaug era ministra da agricultura e da alimentação.

Seus comentários seguem a Quality Meat Scotland (QMS), dizendo que não há “evidências consistentes” para sugerir que a carne vermelha, ou qualquer outro alimento, cause câncer.

Apontando que outros estudos no Reino Unido não encontraram diferenças estatísticas nas taxas de mortalidade ou nos riscos de câncer intestinal entre consumidores de carne e vegetarianos, o órgão disse que uma série de outros fatores têm um impacto no risco de câncer.

Fonte: FarmingUK, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar