Conheça a Crowd Cow, primeira empresa que permite comprar carne diretamente de pequenas fazendas familiares

Em 2015, dois veteranos de startups de tecnologia lançaram a Crowd Cow, com sede em Seattle, a primeira empresa que permite que os clientes comprem carne bovina diretamente de pequenas fazendas familiares.

A empresa trabalha com agricultores de Washington que cultivam variedades procuradas como Wagyu. A Crowd Cow vende um animal de cada vez, apenas processando pedidos quando todas as partes são vendidas e o animal é “derrubado”.

Segundo o site da empresa, sua missão é “criar uma alternativa ao atual sistema de commodities de carne e criar uma conexão significativa entre o fazendeiro e o cliente, para que as pessoas possam conhecer e apreciar exatamente de onde vem a comida.”

A empresa trabalha apenas com fazendas que conhece pessoalmente porque acredita que quando você sabe onde e como sua carne foi criada, você pode tomar melhores decisões para si mesmo, sua família e sua saúde.

“Conhecemos muitas fazendas, mas trabalhamos apenas com poucas. É importante percorrer os campos com o fazendeiro, entender suas práticas em profundidade e provar a carne antes de apresentarmos uma fazenda na Crowd Cow.”

O cofundador da empresa, Ethan, foi a uma loja sofisticada para pegar alguns bifes e se perguntou de onde vinha a carne e por que custava tanto.

Conversando com seu amigo Joe, eles descobriram que muitos de seus amigos haviam comprado carne diretamente de fazendas locais e se gabavam de quão boa era a carne. Mas o problema de encontrar uma boa fazenda, coordenar o pagamento e a coleta, e a ideia de ter que comprar e armazenar até um ano de carne bovina ao mesmo tempo eram demais.

Tinha que haver uma maneira melhor. Ethan sugeriu um”crowdfund de uma vaca” para que 50 pessoas pudessem comprar uma pequena quantidade de carne diretamente de uma fazenda local. Depois de alguns fins de semana visitando fazendas e construindo um site, a Crowd Cow foi lançada e a primeira vaca foi vendida em 24 horas.

“Se você é um pequeno produtor hoje, precisa fazer uma escolha. Você pode tomar a rota de carne commodity ou mantê-la em casa e lidar com todo o resto – marketing, faturamento, vendas … tudo. Você está tipicamente constrangido geograficamente por causa da logística e você acaba desperdiçando a maior parte da vaca.”

O Crowd Cow limpa esse processo. Ela traz uma fazenda de cada vez, com um perfil completo para os clientes – com fotos da fazenda, história, como as vacas são criadas e o que comem. Quando a vaca vai para o mercado online, potenciais compradores podem descobrir informações sobre cada corte de dry-aged, com uma ampla variedade de cortes embalados individualmente. Uma vez que a vaca é totalmente contabilizada, ele vende e a carne é enviada. Se a vaca não for comprada inteira antes que o tempo se esgote, os cartões dos clientes nunca são cobrados e a venda termina. Heitzeberg acrescenta que isso ainda não aconteceu até agora.

Saiba mais:

https://www.crowdcow.com

Fonte: Forbes, Crowd Cow e https://303magazine.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar