Categories: Giro do Boi

Conab: Índice de plantio de arroz, milho e soja é maior que período anterior

O cultivo de arroz, milho primeira safra e soja estão adiantados e avançam nas regiões produtoras mais representativas do país, como mostra a publicação Progresso da Safra.

Produzido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o documento traz a evolução semanal da produção de grãos com informações sobre os percentuais de plantio e colheita das principais culturas.

Com o plantio dentro da janela ideal, o agricultor tende a encontrar uma menor possibilidade de adversidades climáticas, que coincidam com as fases mais sensíveis das culturas, reduzindo, desta maneira, as probabilidades de quebra de safras.

Para a oleaginosa, o índice de plantio chega a 69,5% na segunda semana de novembro contra 65,3% registrado no mesmo período do ano passado. Apesar do cultivo ter atrasado devido às condições climáticas não favoráveis, o ritmo da semeadura foi recuperado com o início das chuvas. Enquanto Mato Grosso, principal estado produtor do grão, registra 92,3% da área já plantada da safra 2020/21, o percentual verificado em Mato Grosso do Sul é de 87,5% .

No caso do milho, o país já apresenta o plantio iniciado em 56,6% da área. O Paraná é o estado que apresenta maior percentual, com 96% da semeadura já concluída. Mas é no estado de Minas Gerais que o plantio está mais acelerado, se comparado com a safra passada. Enquanto nos primeiros 13 dias de novembro de 2019 os agricultores mineiros tinham plantado cerca 40% do grão, neste ano, o índice chega a 75%. No Rio Grande do Sul, apesar dos bons índices, o avanço da semeadura e o desenvolvimento têm sido prejudicados devido à falta de umidade, consequência dos efeitos causados pelo fenômeno La Niña.

Para o arroz o avanço é registrado nos dois principais estados produtores do país. Se em Santa Catarina já ultrapassa o percentual de 95% do produto, no Rio Grande do Sul cerca de 85% da área está com o plantio realizado. Contrário do que se verifica em Tocantins e em Goiás. Nos dois estados, a semeadura está atrasada.

O acompanhamento semanal da produção realizado pela Companhia tem o intuito de auxiliar na formulação das políticas agrícolas e de abastecimento, e ainda de subsidiar os produtores rurais em suas tomadas de decisão.

Fonte: Conab.

This post was published on 20 de novembro de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint
Tags: conabsoja

Recent Posts

Chegou a sua chance de mudar o jogo da fazenda

Se você quer… 📍 Ter uma fazenda com mais lucro, satisfação, reconhecimento com mais harmonia.… Read More

5 de março de 2021

Uruguai: INAC considera exportar para países do Sudeste Asiático

O Instituto Nacional de Carnes (INAC) do Uruguai está explorando a possibilidade de facilitar exportações… Read More

5 de março de 2021

Senador dos EUA proporá lei que impede importação de commodities associadas a desmatamento

Os Estados Unidos deverão discutir em breve um projeto de lei para impedir que o… Read More

5 de março de 2021

Votação na Suíça pode definir peso de exigências ambientais

Pela primeira vez os suíços vão votar sobre um acordo comercial. A consulta popular a… Read More

5 de março de 2021

Rastrear fornecedores indiretos de gado demanda ‘várias engrenagens’, diz membro do comitê de sustentabilidade da Marfrig

O rastreamento dos fornecedores indiretos de gado dos frigoríficos para zerar o desmatamento nessa parcela… Read More

5 de março de 2021

Nova cepa de peste suína africana na China preocupa analistas

Uma nova cepa do vírus causador da peste suína africana (ASF) identificada na China tem… Read More

5 de março de 2021