Capacidade de abate de bovinos na indústria apresenta alta em MT
31 de março de 2021
Carne de búfalo se posiciona como nova opção no mercado paraguaio
31 de março de 2021

Compra de carne e confiança em níveis recordes nos EUA

Os americanos estão comprando mais carne bovina, suína, de aves e cordeiros do que nunca com o aumento do tempo que passam em casa durante a pandemia; isso fez com que as vendas de carne no mercado crescessem cerca de 20% em 2020, comparado a 2019.

A análise nacional divulgada nesta quarta (24) mostra que três em cada quatro americanos concordam que a carne faz parte de uma dieta saudável e balanceada (quase 20% em 2020), e 94% dizem que compram carne porque ela fornece proteína de alta qualidade.

A presidente e CEO do Instituto da Carne, Julie Anna Potts, comentou: “Americanos se sentem melhor do que nunca escolhendo carne como parte de uma dieta saudável e balanceada. Com a COVID-19 aprofundando a demanda por comida acessível e prática que tenha bom sabor e corresponda aos valores Americanos, a carne é a resposta”.

Praticamente todas as famílias americanas (98.4%) compraram carne em 2020, e 43% dos americanos compraram mais carne agora do que antes da pandemia – principalmente porque eles estão preparando mais refeições em casa.

A proporção de refeições preparadas em casa atingiu seu pico em abril de 2020, com 89%, e se manteve me 84% em dezembro, números consideravelmente acima dos níveis pré-pandêmicos e particularmente impactando os Millenials, que antes preferiam comer fora.

O número de consumidores de carne que comprou mantimentos via online cresceu 40% em 2020, e a maioria dos comparadores online (59%) espera continuar comprando a mesma quantidade em 2021, sugerindo que o hábito de consumo de alimentos tenha mudado permanentemente.

Americanos também estão aceitando novos métodos de cozinhar (proprietários de air fryers – fritadeiras -, cresceram 24%) e buscando em fontes digitais de inspiração para receitas (o uso do You Tube para essa finalidade cresceu 50%) e promoções (consulta por divulgações digitais de promoções aumentou 33%).

 “Compradores estão cozinhando mais em casa devido a pandemia da COVID-19, e sua confiança em cozinhar e preparar receitas com carne está crescendo”, disse Rick Stein, vice-presidente da Comidas Frescas para a Associação da Indústria da Comida (FMI).

“Análises mais profundas também mostram que refeições práticas são a chave e que varejistas do setor dos alimentos tem a oportunidade de oferecer mais escolhas, acompanhados de mais informações e educação dentre as prioridades dos consumidores como nutrição e preparação da refeição – construindo o que chamamos de QI da Carne do consumidor”.

O estudo ‘O Poder da Carne’ foi conduzido por 210 análises solicitadas pelo FMI – The Food Industry Association (Associação da Indústria da Carne) e pelo Meat Institute’s Foundation (Fundação Instituto da Carne) para o Fundação de Pesquisa e Educação Carne e Aves e divulgado durante a Conferência Americana da Carne (American Meat Conference).

Infográfico e Detalhes

Veja o infográfico do Poder da Carne 2021 aqui e clique aqui para mais detalhes nas redes sociais ou adquire o material completo.

Fonte: Acrimat.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *