Preços dos fertilizantes começam a cair
9 de junho de 2022
Brasil caminha para colher safra recorde de grãos em 2021/22, superando 271 milhões de toneladas
9 de junho de 2022

Commodities: Preços dos grãos têm alta modesta em Chicago

Os preços dos grãos negociados na bolsa de Chicago encerraram o dia com altas moderadas. Os contratos de soja para julho, os de maior liquidez, subiram 0,68% (11,75 centavos de dólar), a US$ 17,40 o bushel, e os papéis de segunda posição, para agosto, avançaram 0,54% (9 centavos de dólar), a US$ 16,6275 por bushel.

Hoje, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou que a colheita de grãos será recorde no Brasil em 2021/22 – a produção chegará a 271,3 milhões de toneladas, prevê a estatal. Para a soja, a Conab estima produção de 124,3 milhões de toneladas.

Soja

“O mercado está lidando com um estoque apertado, forte demanda doméstica [nos Estados Unidos] para esmagamento, incerteza climática e exportações acima das projeções do USDA (Departamento de Agricultura americano)”, disse Tomm Pfitzenmaier, da Summit Commodity Brokerage, em relatório a clientes. No entanto, ele acrescenta que os investidores do mercado de grãos podem realizar lucros antes do relatório que o órgão publicará na sexta-feira.

As apostas são de que o USDA deve prever colheita de 126,23 milhões de toneladas (4,64 milhões de bushels) de soja nos EUA, de acordo com analistas ouvidos pelo jornal “The Wall Street Journal”. A previsão de maio foi de 120,7 milhões de toneladas.

Segundo informações da Bloomberg, além da expectativa de aperto nos estoques, os planos do governo brasileiro de aumentar a mistura de biodiesel ao diesel deram suporte aos preços. “Isso pode aumentar a demanda em um momento em que a soja já está em falta devido à seca na América do Sul e a um plantio mais lento nos EUA”, disse a agência.

O clima em áreas produtoras americanas de soja reforça a preocupação com os preços. “Embora a safra já plantada tenha começado bem, o mercado está um pouco nervoso com o calor extremo se movendo para o sudoeste americano mais cedo do que o normal, com uma previsão de seca de que pode se estender por 14 dias”, disse o Hightower Report à Bloomberg.

Hoje, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) elevou em 100 mil toneladas suas projeções para colheita e processamento de soja no Brasil. Agora, e entidade prevê safra de 125,5 milhões de toneladas e esmagamento de 48,1 milhões.

Trigo

Os contratos futuros de trigo para julho, os de maior liquidez na bolsa de Chicago, encerraram o pregão de hoje em alta de 0,28% (3 centavos de dólar), a US$ 10,7475 por bushel. Já os papéis de segunda posição, que vencem em setembro, avançaram 0,35% (3,75 centavos de dólar), a US$ 10,8825 por bushel.

Os operadores seguem na expectativa com a possível liberação das exportações de grãos na Ucrânia. “O mercado está absorvendo a indicação dada pela Rússia de que ela espera o fim das sanções do Ocidente ao país para reabrir os embarques de grãos ao mundo”, disse em relatório do Zaner Group.

Segundo o presidente da Associação de Grãos da Ucrânia, Mykola Gorbachov, mais de 50% da capacidade de armazenagem está ocupada por grãos que não conseguem deixar o país devido ao bloqueio dos portos do Mar Negro. Outra parte está em território dominado pelos russos, explicou Gorbachov, segundo a agência Reuters.

Doug Bergman, analista da RCM Alternatives, disse que o mercado de trigo segue muito volátil por causa da indefinição sobre os embarques de grãos ucranianos. “O mercado está à mercê das últimas manchetes sobre os desdobramentos do conflito. No entanto, se ignorarmos o efeito da guerra sobre os preços e olharmos para os gráficos, veremos um cenário de baixa nos preços, apesar dos ganhos recentes”, disse Bergman em nota à Dow Jones Newswires.

Analistas ouvidos pelo “The Wall Street Journal” acreditam que o USDA reduzirá suas estimativas para os estoques mundiais de trigo 2021/22. O número esperado é de 278,9 milhões de toneladas, ou 800 mil toneladas a menos que a previsão de maio.

Para a safra 2022/23, a indicação média dos analistas é de estoques de trigo de 267,6 milhões de toneladas. No mês passado, a previsão foi de 267 milhões de toneladas.

Milho

Com possíveis problemas na produção de milho da Ucrânia, o contrato do cereal para julho, o mais negociado em Chicago, subiu 1% (7,50 centavos de dólar), a US$ 7,645 por bushel. O papel que vence em setembro, por sua vez, avançou 0,3% (2 centavos de dólar), a US$ 7,2775 por bushel.

Em reunião do Conselho Internacional de Grãos (IGC), o presidente da Associação de Grãos da Ucrânia, Mykola Gorbachov, afirmou hoje que metade da safra de milho do país pode não ser colhida porque falta espaço nos silos do país.

A Ucrânia era o quarto maior exportador do cereal no mundo antes de a guerra com a Rússia começar – na safra 2021/22, os ucranianos embarcaram 44,7 milhões de toneladas de grãos. Para este ciclo, a associação de produtores do país projeta vendas de no máximo 20 milhões de toneladas.

O preço do milho também reage à expectativa do mercado de que o USDA reduzirá sua projeção para a safra americana no relatório que divulgará nesta sexta-feira. Segundo a Dow Jones Newswires, analistas consultados pelo jornal “The Wall Street Journal” esperam um corte de 500 mil toneladas, reduzindo a estimativa de 367,3 milhões para 366,8 milhões de toneladas.

O clima nos EUA não é mais problema, segundo o analista Karl Setzer, da AgriVisor. “As perspectivas climáticas de longo prazo agora são favoráveis, com temperaturas baixas ao longo de junho em grande parte do Cinturão do Milho. Se essas previsões se confirmarem, as preocupações do mercado vão diminuir, e a necessidade de prêmios em futuros será menor”, diz, em relatório.

Em outra frente, a Administração de Informações de Energia (EIA) registrou queda de 3% na produção de etanol nos EUA na semana encerrada em 3 de junho, para uma média de 1,39 milhão de barris por dia. Já os estoques do biocombustível aumentaram 3,1%, de 22,9 milhões de barris para 23,6 milhões.

Fonte: Valor Econômico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.