Categories: Giro do Boi

Chuvas, clima ameno e neutralização do El Ninho são as principais previsões para a primavera deste ano

No Hemisfério Sul, a primavera acontece entre 23 de setembro e 22 de dezembro, e corresponde a um período de transição entre as estações seca e chuvosa na região central do Brasil e o início da convergência da umidade vinda da Amazônia, que define o período chuvoso sobre as regiões Centro Oeste, Sudeste e parte centro sul da Região Norte.

No Sudeste e Centro-Oeste, bem como no Acre e em Rondônia, é época de receber as primeiras chuvas. Já a região Sul, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), vinculado ao Ministério da Agricultura, está sujeita a episódios de rajadas de vento, descargas atmosféricas, chuvas mais fortes e até granizo. O fato é que com o gradativo aumento das chuvas em grande parte do país nesta época do ano, tem-se o início do plantio das culturas de verão.

Segundo o Instituto, na primavera do ano passado a temperatura da água dos oceanos manteve-se aquecida, em torno de 0,5° C e desde julho deste ano, estas anomalias foram enfraquecendo, ocorrendo um pequeno resfriamento em toda proximidade da costa da América do Sul. As previsões geradas pelos principais centros internacionais de Meteorologia, indicam uma probabilidade entre 60 e 70% de que estas condições de neutralidade prevaleçam durante a primavera e o verão 2019/2020.

O Inmet ressalta, porém, que existem outros fatores, como a temperatura na superfície do oceano Atlântico Tropical e na área oceânica próxima à costa do Uruguai e da Região Sul, que poderão influenciar o regime de chuvas no Brasil, dependendo da combinação destes fatores durante esta estação.

Regiões

A Região Norte deve apresentar grande variação na distribuição de chuvas para o próximo trimestre. Roraima, Amapá, nordeste do Amazonas e meio norte do Pará, a previsão indica menor probabilidade de chuvas do que a média do período. Já no centro sul do Amazonas, sudoeste do Pará e nos estados do Acre e Rondônia, pode haver chuvas acima das precipitações normais durante os meses de outubro e dezembro.

A previsão do modelo estatístico do Inmet indica maior probabilidade de chuvas na parte leste da Região Nordeste. Nas demais áreas, tudo indica que vai chover menos do que o normal para o período. É importante lembrar que o trimestre de outubro a dezembro é o mais seco da parte leste do Nordeste. As temperaturas estarão mais elevadas sobre toda o região, principalmente, no sul do Maranhão e do Piauí.

Já para a região Centro Oeste, o Instituto prevê alta probabilidade de chuvas acima do normal, exceto na metade norte do Goiás. As temperaturas serão acima da média, principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Distrito Federal.

De acordo com o Instituto, São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro vão receber chuvas mais fortes nesta primavera, principalmente em novembro. As temperaturas vão permanecer acima da média em grande parte da região Sudeste.

Já o prognóstico da primavera para Região Sul indica que as chuvas vão seguir o padrão de normalidade, com passagens de frentes frias e áreas de instabilidade. As temperaturas devem permanecer ligeiramente acima do normal nos três estados da região.

Fonte: Mapa.

This post was published on 25 de setembro de 2019

Share
Published by
Equipe BeefPoint
Tags: el nino

Recent Posts

Produção de carne bovina nos EUA cai 21% em abril por conta do coronavírus

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a produção de carne nos Estados Unidos… Read More

25 de maio de 2020

Fechada para clientes, churrascaria assa carne na calçada na zona leste de SP

Desde as 3h deste domingo cerca de 80 quilos de costela permaneceram rodeadas de fogo,… Read More

25 de maio de 2020

Marfrig tem 25 casos positivos de covid-19 em funcionários de unidade de Várzea Grande (MT)

A Marfrig Global Foods foi notificada sobre testes positivos para covid-19 em 25 funcionários de… Read More

25 de maio de 2020

Ajustes em frigoríficos vieram para ficar, afirma especialista

As medidas de segurança adotadas no ambiente frigorífico para tentar mitigar o risco de contaminação… Read More

25 de maio de 2020

Cadeia de fornecimento da indústria de carnes está falhando, mas fazendas menores ainda podem atender às necessidades dos consumidores nos EUA

Will Harris ficou alarmado com as notícias de produtores sacrificando seus animais porque matadouros e… Read More

25 de maio de 2020

Brasil alcança abertura de 60 mercados para produtos agropecuários

O Brasil alcançou a marca de 60 mercados externos abertos para produtos agropecuários desde janeiro… Read More

25 de maio de 2020