Por que a Organização Mundial da Saúde é Anti-Carne? – Por Tim Rees
21 de maio de 2020
MT deve confinar menos gado
21 de maio de 2020

Aumentam casos de coronavírus na indústria de carne irlandesa

cutting meat slaughterhouse workers in the refrigerator

O órgão comercial do setor irlandês de processamento de carne Meat Industry Ireland (MII) expressou decepção com o grande número de casos confirmados de coronavírus entre os trabalhadores.

O Health Service Executive (HSE) relatou 828 casos positivos da
vírus no setor nos últimos dois meses.

Em um comunicado, o MII disse que é “decepcionante que, apesar da variedade de medidas adotadas para mitigar a disseminação do Covid-19, o número de casos relatados pelo HSE continue aumentando”.

Os dados do MII mostram que quase 60% dos trabalhadores afetados já se recuperaram de acordo com os protocolos de isolamento de SMS e outros que foram detectados mais recentemente continuam a concluir seus períodos de auto-isolamento e recuperação.

Cormac Healy, diretor sênior da Meat Industry Ireland, disse: “Os membros do MII não subestimam o desafio que o Covid-19 representa e agiram de maneira rápida e abrangente para resolver a situação há mais de dois meses.

Embora tenha havido um número significativo de casos positivos de Covid-19 em algumas plantas, é importante reconhecer que muitas plantas tiveram um número baixo ou inexistente de casos. Felizmente, um grande número de pessoas afetadas já se recuperou e, mais recentemente, os positivos detectados continuam completando seus períodos de auto-isolamento e recuperação.

“Isso é motivo de encorajamento, mas não de complacência, e nosso objetivo é tomar todas as medidas apropriadas possíveis para minimizar as chances de desenvolvimento de mais casos. Congratulamo-nos com a nota de orientação de SMS que ajudará os membros do MII à medida que continuam gerenciando a situação em andamento.”

Os casos foram agrupados em fábricas de carne em todo o país, levando o Sindicato dos Serviços, Industrial, Profissional e Técnico (SIPTU) a pedir uma força-tarefa para a indústria de carne investigar a propagação do vírus. O ministro da Agricultura, juntamente com o ministro da Saúde e o ministro de negócios, empresas e inovação, deve comparecer perante o Dáil para responder a perguntas sobre a propagação do vírus nas plantas de processamento.

Fonte: GlobalMeatNews.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Os comentários estão encerrados.