Categories: Giro do Boi

Argentina: Kirchner “será implacável” com pecuaristas

Em reação aos piquetes que foram feitos nas estradas argentinas impedindo a passagem de gado e outros produtos para Buenos Aires e interior do país, o ministro do Interior, Aníbal Fernández, ameaçou prender os pecuaristas. “O governo será implacável”, avisou. Essa decisão elevou a tensão entre o presidente Néstor Kirchner e as associações ruralistas, que fazem a maior paralisação do setor desde 1985.

O governo deixou claro que não cederá às exigências dos ruralistas. ´O governo será implacável´, disse o ministro do Interior. O chefe do gabinete de Ministros, Alberto Fernández, disse que ´os fazendeiros nunca ganharam tanto dinheiro e nunca expressaram tanto desprezo pelos argentinos como agora´. Entre os produtores, cresce a idéia de estender a greve, programada para durar nove dias, por tempo indeterminado.

Ontem, pelo segundo dia consecutivo, o governo enviou gado das Forças Armadas para abastecer os mercados. O Exército e a Marinha têm 50 mil cabeças para seu consumo.

Além disso, Néstor Kirchner pretende convocar um boicote nacional ao consumo de carne e reuniu-se ontem com associações de defesa dos consumidores para convencê-las a lançar o boicote. Seria o segundo em menos de um ano. Se preciso, ainda usará a Lei do Abastecimento, criada em 1974 pelo então presidente Juan Domingo Perón para impedir o desabastecimento. A lei prevê pesadas multas, fechamento de empresas e a prisão dos empresários ´agiotas e especuladores´.

This post was published on 6 de dezembro de 2006

Share

View Comments

  • Para analisar melhor e ficar por dentro dos mercados dos países vizinhos seria bom que a imprensa divulgasse o valor da @ pago pelos frigoríficos argentinos bem como o custo de produção e renda per capta.

    Pois tenho um recado para o Sr. Kirchner: faça como o governo brasileiro, quando inicia o aumento do preço do leite ele traz da Argentina, Paraguai, para haver mais oferta que procura fazendo baixar o produto interno, e sendo assim por que não fazer o mesmo, comprando carne do Brasil? Pelo que se vê na argentina, eles estão vivendo o mesmo processo do Brasil no inicio do plano cruzado.

  • Olhem bem. Este será o Brasil amanhã!! Alguám se lembra do "efeito ORLOFF"? Só que por aqui o PT tem a "companheirada" do MST e etc para fiscalizar os "exploradores do povo " que vamos ser nós mesmos que estamos quase em insolvência. Os próximos anos vão ser muito difíceis!!! Ainda mais com nossas lideranças da CNA e etc. Quem sobreviver verá.

  • Quem sabe, nós pecuaristas brasileiros podemos aprender alguma coisa com nossos vizinhos. Na situação da nossa pecuária, nós pecuaristas, na maioria das vezes egoístas e individualistas, deveríamos tomar atitudes não drásticas, mas de valorizarmos um pouco mais nosso produto, a carne. Mas até quando continuaremos assim, sem nos mobilizarmos e unirmos?

    Pode ser que ainda nossa atividade não tenha passado por uma crise realmente que valha a pena fazermos alguma coisa, não é?

    Vamos esperar? Ou vamos fazer alguma coisa?

Recent Posts

Uruguai estuda protocolo para incluir gado terminado com grãos na Cota Hilton

Membros do setor privado uruguaio e do Poder Executivo estão estudando a possibilidade de solicitar… Read More

8 de julho de 2020

Produção de grãos no país deve chegar a 251,4 milhões de toneladas impulsionada pela colheita de milho e soja

A produção brasileira de grãos deverá ser de 251,4 milhões de toneladas na safra 2019/2020.… Read More

8 de julho de 2020

Exportação de carne bovina dos EUA atinge em maio menor nível mensal em 10 anos

As exportações de carne bovina e suína dos Estados Unidos caíram em maio, refletindo, em… Read More

8 de julho de 2020

Marfrig lança programa de apoio a pequenos restaurantes

A brasileira Marfrig, segunda maior indústria de carne bovina do mundo, lançou hoje um programa… Read More

8 de julho de 2020

Inmet emite alerta vermelho para chuvas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um aviso vermelho (grande perigo) para acumulado de… Read More

8 de julho de 2020