Argentina aumentou produção e exportação de carne bovina em 2018

Em 2018, a Argentina produziu 3,05 milhões de toneladas de carne bovina, 7,3% a mais que em 2017; um crescimento de 208,4 mil toneladas. Foi o quinto maior nível de produção nos últimos 23 anos. Mais carne bovina foi produzida apenas em 2005, 2007, 2008 e 2009, de acordo com a Câmara de Indústria e Comércio de Carne e Derivados da Argentina.

Nesse sentido, em um total de 383 estabelecimentos, 13,4 milhões de cabeças foram abatidas em 2018. Foi o 13º nível mais alto de atividade nos últimos 38 anos. Em relação a 2017, houve crescimento de 6,0%. As 85 principais plantas explicaram 75,2% do total de abate. Em média, essas plantas abateram 118 mil cabeças (9,83 mil cabeças / planta / mês). Em termos absolutos, o abate cresceu em 760 mil cabeças em relação a 2017.

Quanto às exportações, embora faltassem dados oficiais para dezembro, chegariam a 555 mil toneladas, ficando 78,0% acima das registradas em 2017. Sua importância no total produzido passou de 11,0% para 18,2 % entre os anos considerados.

Em janeiro-novembro de 2018, as exportações de carne bovina foram de  318,5 mil toneladas, que apresentaram um crescimento anual de 77,3%. Estes totalizaram 500,5 mil toneladas (+ 76,9%). Foi o maior volume de exportação dos últimos nove anos. A receita de vendas para o exterior totalizou US$ 1,77 bilhão e permaneceu 51,6% acima da receita registrada em janeiro-novembro de 2017.

Por outro lado, houve um alarme na atividade no último mês de 2018. A participação das fêmeas no abate total continuou a crescer. O abate total foi de 1,053 milhão de cabeças, ficando 6,0% abaixo do nível de novembro passado e 4,6% abaixo do nível de dezembro de 2017. E em dezembro passado, a importância das fêmeas no tarefa total.

Segundo dados provisórios, foram abatidos mais 2% do que no último mês de 2017. “Isso fez com que a participação das fêmeas no abate total chegasse a 48,0% em dezembro deste ano”, alertou o relatório.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios


ou utilize o Facebook para comentar