Categories: Giro do Boi

ARG: Governo irá condicionar Cota Hilton à venda de carne a preços populares no mercado interno

O secretário de Comércio Interior da Argentina, Guillermo Moreno, disse a empresários do setor de carnes que no ciclo comercial de 2011/12 não serão outorgadas adiantamentos da cota Hilton a frigoríficos que não comercializem carne a preços populares no mercado interno. Os valores das meias-carcaças que Moreno pretende que os frigoríficos e consórcios exportadores vendam no mercado interno oscilam entre 11 e 14 pesos (US$ 2,67 a US$ 3,40) por quilo no gancho (dependendo da qualidade).

A questão é que, atualmente, as meias-carcaças de animais leves de boa qualidade têm um custo de 19,50 a 21,50 pesos (US$ 4,74 a US$ 5,23) por quilo na cidade de Buenos Aires. Na última sexta-feira, Moreno disse que os frigoríficos e consórcios exportadores devem entregar pelo menos 2 a 3 toneladas de cortes por mês a valores reduzidos para serem beneficiados com a nova cota de cortes especiais com destino à União Europeia (UE) que, em 2011/12, passaria a ser de 30.000 toneladas contra 28.000 no exercício anterior.

Ele disse que até o fim do mês realizaria um adiantamento de pelo menos 10% dessa nova cota. Também garantiu que, diferentemente dos outros anos, a totalidade da cota dessa vez será repartida no mês de agosto.

A cota Hilton 2010/11, que começou a funcionar em 1 de julho de 2010, foi distribuída pelo Governo argentino no começo de setembro. Esse atraso acabou fazendo com que, mais uma vez, a Argentina não conseguisse cumprir com a cota outorgada pela UE à Argentina.

Em 12/07/11:
1 Peso Argentino = US$ 0,24327
4,10253 Peso Argentino = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

A reportagem é do Infocampo, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint

This post was published on 13 de julho de 2011

Share

Recent Posts

Mercado de carne de frango tem Recuperação frágil após tempestade Covid-19, diz Rabobank

A indústria avícola global está se recuperando gradualmente de uma tempestade que ocorreu no primeiro… Read More

7 de julho de 2020

Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos

Sob escrutínio das autoridades devido à propagação da covid-19 entre funcionários, os frigoríficos brasileiros podem… Read More

7 de julho de 2020

Brasil cobra do Japão abertura de mercado para carne e melão

O Brasil e vários outros países cobraram do Japão, mais uma vez, maior abertura de… Read More

7 de julho de 2020

Boi: 50% dos pecuaristas podem deixar a atividade até 2040, diz Embrapa

Um dos pilares do agronegócio brasileiro, a cadeia da pecuária de corte movimentou o correspondente… Read More

7 de julho de 2020

Exportação de carne bovina bate recorde

As exportações brasileiras de carne bovina (in natura e processada) somaram 172,36 mil toneladas em… Read More

7 de julho de 2020