Categories: Giro do Boi

Aleph Farms produz carne de laboratório no espaço

A empresa de carne cultivada Aleph Farms concluiu com sucesso o primeiro experimento de ‘carne sem abate’ no espaço, por meio de um experimento conjunto na Estação Espacial Internacional.

A empresa israelense de tecnologia de alimentos, que desenvolveu um método para cultivar bifes usando células de animais, disse que conseguiu produzir carne na Estação Espacial Internacional, a 400 quilômetros de distância da Terra.

O experimento foi resultado de uma colaboração internacional entre a Aleph Farms e a 3D Bioprinting Solutions da Rússia, que desenvolve implementações de tecnologias de bioprinting 3D, juntamente com as tecnologias Meal Source Technologies e Finless Foods dos EUA.

O método de produção de bifes cultivados da Aleph Farms baseia-se em imitar um processo natural de regeneração de tecidos musculares que ocorre dentro do corpo da vaca, mas sob condições controladas de laboratório.

No âmbito deste experimento, o segmento russo da ISS estabeleceu uma prova de conceito bem-sucedida de que a carne cultivada pode ser produzida no espaço montando um tecido muscular de pequena escala em um bioprinter 3D, desenvolvido pela 3D Bioprinting Solutions, sob condições de microgravidade.

A Aleph Farms disse que o desenvolvimento é um marco importante em sua ambição de permitir na Terra “acesso incondicional a carne segura e nutritiva”, enquanto utiliza “recursos mínimos”. A comprovação do conceito no ambiente “extremo” do espaço serve como um “indicador essencial de crescimento” de métodos sustentáveis de produção de alimentos que não exacerbam o desperdício de terra, o desperdício de água e a poluição, argumentou Aleph.

“No espaço, não temos 10.000 ou 15.000 litros de água disponíveis para produzir um quilo de carne bovina”, disse Didier Toubia, co-fundador e CEO da Aleph Farms.

“Esse experimento conjunto marca um primeiro passo significativo para alcançar nossa visão, a fim de garantir a segurança alimentar das próximas gerações, preservando nossos recursos naturais”, concluiu Toubia.

A Aleph é apoiado pela incubadora israelense The Kitchen, que considera a empresa de carnes cultivadas como um dos negócios de seu portfólio.

O CEO da Kitchen, Jonathan Berger, disse que esse experimento mais recente destaca a importância da inovação para enfrentar os desafios da produção sustentável de alimentos.

“A missão de fornecer acesso a nutrição de alta qualidade a qualquer hora, em qualquer lugar de forma sustentável é um desafio crescente para todos os seres humanos”, acrescentou Berger. “Na Terra ou acima, contamos com inovadores como a Aleph Farms para tomar a iniciativa de fornecer soluções para alguns dos problemas mais urgentes do mundo, como a crise climática”.

Fonte: GlobalMeatNews.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

This post was last modified on 9 de outubro de 2019 10:57

Share
Published by
Equipe BeefPoint

Recent Posts

Ação de promoção da carne brasileira no mercado árabe pode gerar US$ 200 milhões em negócios

Bom ritmo de negócios e ampliação de relacionamentos marcaram a participação da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec)… Read More

21 de fevereiro de 2020

O AgroTalento me ajudou a realizar meus sonhos e objetivos pessoais e profissionais

Luciano Guimarães Simão nasceu em Uberlândia e é de uma família de produtores rurais. Seu tataravô já era pecuarista. Ele… Read More

21 de fevereiro de 2020

Abertura de capital nos EUA no radar da Marfrig

Com mais de 60% do faturamento no mercado americano, a Marfrig Global Foods vislumbra abrir o capital do grupo em… Read More

21 de fevereiro de 2020

Fazenda Figueira completa 20 anos como estação experimental

A Estação Experimental Agrozootécnica Hildegard Georgina Von Pritzelwitz, também conhecida como Fazenda Figueira, completou 20 anos de sua implantação nesta… Read More

21 de fevereiro de 2020

RS pedirá para deixar de vacinar, mas aval depende de melhorias

O Estado pedirá ao Ministério da Agricultura a retirada da vacina contra a febre aftosa. Mas a decisão será reavaliada… Read More

21 de fevereiro de 2020