Categories: Giro do Boi

Agro foi setor que menos perdeu empregos no RS

Números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério da Economia nesta semana mostram que a agropecuária foi o setor que menos perdeu empregos formais no primeiro semestre no Rio Grande do Sul. Embora o saldo tenha sido negativo, de 194 vagas com carteira assinada, levando-se em conta a diferença entre as 18.605 admissões e os 18.799 desligamentos, a redução foi menor que a dos demais grupos de atividades econômicas (comércio, serviços, indústria e construção), que fecharam 94.296 vagas. No país, o agro terminou o semestre com saldo positivo de 62.633 mil vagas formais (437.999 admissões e 375.366 desligamentos).

O pesquisador do Departamento de Economia e Estatística (DEE), da Secretaria Estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão, economista Rodrigo Feix, avalia que o emprego no setor da agropecuária no Estado seguiu um comportamento semelhante ao dos anos anteriores. No início do ano, contratou mais, em função da colheita da uva e da maçã e apoio à safra de grãos de verão, enquanto que a partir de março ocorreu a desmobilização desta mão de obra. “Mesmo com a pandemia, a produção agrícola seguiu o seu curso, até porque as decisões já estavam tomadas”, observa.

Feix explica ainda que as áreas de alimentos e higiene foram as menos impactadas durante a pandemia, no Brasil e no mundo. “Com menor poder aquisitivo, as famílias cortam outras coisas, mas continuam comprando alimentos”, explica. O economista lembra ainda que o Rio Grande do Sul enfrentou os prejuízos causados pela estiagem. “Estes dois pontos – demanda por alimentos e quebra de safra – se contrabalançaram e os empregos da agropecuária foram os menos impactados”, avalia. Para o segundo semestre, prevê Feix, a tendência é de aumento dos desligamentos, por movimento sazonal.

Fonte: Correio do Povo.

This post was published on 31 de julho de 2020

Share
Published by
Equipe BeefPoint
Tags: agro

Recent Posts

Governo espanhol investe € 5,2 milhões em projeto de carne cultivada

O governo espanhol vai investir em um projeto de carne cultivada de € 5,2 milhões… Read More

22 de janeiro de 2021

CEPEA: Preço médio sobe quase 7% em jan/21, a maior alta da série para o período

Em janeiro, a arroba do boi gordo negociada no mercado paulista (Indicador CEPEA/B3) registra média… Read More

22 de janeiro de 2021

Biden anuncia retorno dos EUA ao Acordo de Paris

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou o retorno dos Estados Unidos ao Acordo… Read More

22 de janeiro de 2021

Milho para a pecuária vai ser mais caro em 2021

Pecuarista, prepare-se se na dieta do seu gado está a compra de rações e grãos.… Read More

22 de janeiro de 2021

Indonésia importará gado e carne para preencher lacuna no abastecimento doméstico

A Indonésia importará 502.000 cabeças de gado e 85.500 toneladas de carne bovina para ajudar… Read More

22 de janeiro de 2021

IMAC pretende promover a produção sustentável da carne brasileira para outros países

Nesta quinta-feira (21), o Instituto Mato Grossense da Carne informou que pretende promover a carne… Read More

22 de janeiro de 2021